Dicas de hotéis no Ceará para viajar com crianças e manter o romance

  • 30 de julho de 2019


O título desse post pode parecer meio contraditório para alguns, mas foi exatamente essa a sensação que tivemos ao percorrer esse roteiro: rodeados dos nossos pequenos, mas envoltos em ambientes tão charmosos e românticos que foi possível curtir não só em família, mas também nós dois. Uma combinação perfeita!

 

 

Logo que o Dudu nasceu, no final de 2016, estávamos doidos pra viajar e por isso planejamos o primeiro voo dele aos três meses de idade. A ideia era aproveitar a licença maternidade pra nos divertir um pouquinho e também mudar de ares (mamães recém paridas entenderão rs). Era janeiro, alta temporada, e conseguimos milagrosamente vaga em uma pousada que se tornou um dos nossos xodós no Brasil, a Vila Selvagem. Ela fica localizada em Fortim, um lugar que, na época, ainda era pouco conhecido e explorado. Lá, descobrimos um refúgio delicioso pra famílias, e gostamos tanto que fizemos até uma matéria sobre a pousada, que você pode ler aqui.

 

 

Pois bem. Já com o segundo baby, resolvemos retornar ao Ceará, e Fortim não poderia ficar de fora.

 

Nessa viagem, optamos por fazer um roteiro de 10 dias, para conhecer hotéis cearenses super charmosos e kids friendly: Jaguaribe Lodge, Villa Mango Bungalows, Rancho do Peixe e Vila Kalango. Todos são membros do E-Group Essential Experiences, uma curadoria de hotéis voltados para a promoção de experiências em hospedagem somadas à esporte e natureza.

 

PRIMEIRA PARADA: Jaguaribe Lodge

 

Partimos do aeroporto de Fortaleza e fizemos todos os trajetos com o pessoal da Emanuel Expedições, uma empresa que realiza transfers e passeios muito séria e com uma equipe de motoristas experientes.

 

Seguimos  para Fortim, que fica a menos de 2 horas de carro de Fortaleza, em uma estrada em perfeito estado. Ali, elegemos o Jaguaribe Lodge & Kitesurf, um hotel construído em palafitas sob as dunas e com alguns chalés praticamente debruçados sob o mar.

 

 

 

A proposta do hotel é agregar luxo e sustentabilidade, oferecendo uma experiência única de privacidade, ecoturismo e esporte. E vale frisar sobre este último ponto: estamos falando de um dos melhores lugares do mundo pro Kitesurfe, e por isso muito procurado (principalmente por europeus) na alta estação dos ventos, que ocorre entre fim de junho e setembro. O empreendimento inclusive ganhou título de centro de Kite Surf Internacional IKO, mas oferece também aulas para iniciantes e locação de equipamentos. 

 

 

 

Projetado para manter a cultura local sempre presente e a natureza preservada, a estrutura do Jaguaribe é toda feita em madeira reflorestada e com o aproveitamento de palhas de carnaúba, árvore típica da região. Todos os 20 lodges tem muxarabis que permitem a circulação da brisa fresca do mar, e por isso não há ar condicionado: um esforço para impactar menos o meio ambiente e aproveitar a brisa fresca que vem do mar.

 

 

 

O Jaguaribe Lodge tem o privilégio de ter uma padaria própria, e por isso a primeira refeição do dia do hóspede é especialmente boa: uma seleção de pães artesanais (um croissant melhor do que já comemos na própria França - pudera, também o dono é francês), frutas, queijos e guloseimas de tirar o chapéu.

 

 

A gastronomia no hotel é um ponto forte (pedíamos sempre o peixe fresco do dia e, à noite, uma massa diferente - o talharim ao pesto com camarões foi surpreendente). Mas a seleção de vinhos, por outro lado, é um ponto que precisa ser melhorado. Para os mais exigentes, é possível levar a própria garrafa e pagar pela rolha (R$ 30).

 

O local reserva uma porção de passeios legais pra fazer: de buggy pelas dunas, de quadricícolo, ou uma cavalgada ao por do sol (tudo isso pode ser arranjado na recepção do próprio hotel).

 

 

 

Para os momentos de tranquilidade, um spa com salas de massagem, ofurô, sala de tratamento de beleza e espaço de ioga, além de uma piscina linda com bar e muitas áreas de descanso, repletas de redes e espreguiçadeiras...

 

 

 

A mobilidade no Jaguaribe Lodge com carrinho de bebê era fantástica! Conseguíamos ir a todos os lugares empurrando os meninos (as costas agradecem), o que foi uma verdadeira mão na roda! 

 

A praia tem uma estrutura ótima, com serviço e áreas de sombra sob tendas (perfeitas pra estar com crianças) ou guarda sóis menores.

 

 

 

Curtimos demais a praia naquele local, e os meninos se esbaldaram brincando na areia e no mar. Como era bem fresco embaixo da tenda, era possível passar mesmo o dia ali, onde até as sonecas os meninos tiravam e dormiam tranquilamente.

 

O restaurante principal ficava exatamente ao lado, e as pausas para o almoço eram deliciosas e vista mar! Os funcionários foram todos bem atenciosos e queridos com a gente, fazendo de tudo pra tornar nossa estada o mais especial possível.

 

 

Se Fortim já era nossa queridinha por causa da Vila Selvagem, com a chegada do Jaguaribe (hotel irmão e dos mesmos donos), esse pedacinho do Ceará se tornou mesmo um dos nossos destinos brasileiros favoritos.

 

 

Acho que a única coisa que falta é a vila se desenvolver um pouco mais para termos uma opção pra sair do hotel, bater perna em um “centrinho”, ver lojinhas, essas coisas que a gente adora e acho que muita outras pessoas também!

 

PRÓXIMA PARADA: Villa Mango Bungalows

 

A ideia era sair de Fortim e ir direto pra Jericoacoara. Mas, quando fomos planejar o roteiro, vimos que seria longe e desgastante demais o percurso pra ir com as crianças, ainda mais quando soubemos que a estrada pra lá estava péssima (de fato!). Então, buscamos no mapa um lugar no meio do caminho para fazer uma parada estratégica, e encontramos o pequeno paraíso de Icaraizinho da Amontada, que abriga uma pousada incrivelmente charmosa, a Villa Mango.

 

Reservamos lá apenas duas noites, pois seria só uma parada. O que seria pra ser um pit stop se tornou um dos nossos momentos mais deliciosos da viagem!  A Villa Mango foi uma doce surpresa!

 

 

Saímos com a Emanuel Expedições de Fortim logo depois do almoço e foram quase 5 horas de estrada até Icaraizinho, sendo o finalzinho do trecho bem ruinzinho. Pra quem vai de Fortaleza, são apenas 3 horas.

Nesse caminho até Jeri, acho muito importante mesmo ir de transfer (não recomendo ir dirigindo, ainda mais pra quem não conhece a região e não tem habilidade em estradas esburacadas). O Governo do Ceará, que vende tanto o turismo, precisa urgentemente dar atenção a esse aspecto, que impacta tanto na vida do viajante!

 

De qualquer maneira, a viagem foi super tranquila e chegamos na Villa Mango a tempo de ver um primeiro espetáculo que o local reserva: o por do sol! Como a pousada fica em uma praia ao lado de um parque eólico, é lindo ver o entardecer naquele cenário. 

 

No jantar, a primeira surpresa: uma gastronomia impecável, cuidada em todos seus detalhes! Além disso, uma cozinha preparada pra atender as mais variadas demandas de quem viaja com crianças. Em uma noite não estávamos com tanta fome e pedimos uma pizza pra dividir: uma das melhores que já comemos na vida!

 

 

 

Uma dica importante: em família, recomendo super reservar o recém inaugurado Bangalô n. 10 (liiiiindo). Os demais foram mais projetados para casais (românticos de plantão deliram com o ofurô vista mar), e por isso são menores e tem escadas que não ajudam no quesito mobilidade.

 

 

A área do Villa é toda verdinha, cheia de flores e muito bem cuidada. Todos os cantinhos traduziam aconchego, com a decoração bem pensada e escolhida a dedo pela dona, Anarrara, que se inspirou em suas viagens pela Indonésia para preencher a pousada de charme. Pelo jardim, passeavam coelhinhos, que logo se tornaram a atração principal dos nossos pequenos.

 

 

A praia em frente, de mar manso como poucos, não tinha estrutura com serviços, mas era praticamente deserta e um lugar perfeito pra fazer castelinhos de areia e deixar as crianças à vontade. Mas também dava pra pegar sol do deck da pousada, um dos nossos cantinhos preferidos pra se jogar, ler um livro e tomar bons drinks.

 

 

Uma piscina simples, porém deliciosa, complementa a área da Villa, onde curtimos muito com os meninos.

 

 

A Villa Mango nos encantou pelos pequenos detalhes, atendimento cuidadoso e principalmente pelo charme. Um lugar pra ser muito mais que uma parada no meio do caminho, e com potencial de se tornar nosso refúgio!

 

 

PRÓXIMA PARADA: Rancho do Peixe

 

Saímos de Icaraizinho de novo com a Emanuel Expedições rumo à praia do Preá, onde está localizado o Rancho do Peixe, um hotel que foi amor à primeira visita.

 

 

O Rancho do Peixe foi surpreendente. Primeiro porque pelas fotos não dá pra ter noção do quanto o lugar é de fato charmoso e aconchegante. Segundo porque os mimos são tantos e, o atendimento, tão caloroso e natural, que a gente acaba se sentindo em casa.

 

 

Lá não tivemos o menor problema pra providenciar um pratinho adequado pro nosso pequeno (peixinho com verduras amassadinhas, um feijãozinho feito na hora). Todas as demandas eram prontamente atendidas com um sorriso e uma cordialidade do tipo que parecia que se a gente pedisse a lua eles poderiam tentar até conseguir rs. Isso realmente encantou a gente! (obrigada, Mari - funcionária querida que nos ajudou tanto nas horas às vezes atrapalhadas de almoço com os babies rs).

 

 

Adoramos a decoração de toda a pousada e do nosso bangalô. Uma mistura rústica do belo com a natureza, traduzindo o conceito de “luxo essencial”. São apenas 26, espalhados por uma área enorme, dando uma sensação ímpar de privacidade.

 

 

Pra quem vai com crianças, o nosso chalé foi a melhor escolha: o mais próximo da estrutura, mas pé na areia e vista mar, com uma entrada abundante de vento e brisa fresca. Além disso, o bangalô contava com duas camas de solteiro que viram bercinhos.

 

 

A mobilidade com o carrinho não foi tão fácil (porque tinham vários trajetos só de areia ou então que tinha que dar uma volta bem grande e subir ou descer escadinhas de madeira); mas já deixamos lá a dica pra, quem sabe, eles poderem melhorar ainda mais nesse aspecto! Mas, de fato, não foi nada que tivesse atrapalhado!

 

 

A comida é boa e atende todos os gostos. À noite, para jantarmos, montávamos espreguiçadeiras ao nosso lado, forrávamos, e os pequenos dormiam ali, no conforto, enquanto podíamos curtir um ao outro e degustar um vinho sem pressa em um cenário romântico e super aconchegante. 

 

 

 

A pegada de sustentabilidade do hotel nos encantou, pois é notável em vários detalhes a preocupação com o meio ambiente e de causar o menor impacto possível na natureza. Um verdadeiro negócio responsável.

 

 

Os mimos que o Rancho do Peixe oferecia eram a coisa mais fofa: baldinho para brincar na areia para as crianças com um kit de desenho, tapa olhos super lindos pra tentar amenizar um possível desconforto com a claridade do bangalô ao amanhecer, docinhos deixados no quarto ao entardecer, cama preparada para dormir....

 

A menos de 30 minutos dali, está a Lagoa Paraíso. Uma coisa linda da natureza, mas que neste ano em particular foi prejudicada por conta das intensas chuvas, e a água ficou bastante escura. Decidimos não ficar por lá e conhecer uma lagoa, não muito famosa, pertinho da Paraíso: a Lagoa Azul. Ficamos impressionados com a beleza daquele cenário e passamos uma horinha por ali nos deliciando na água doce e cristalina em meio às dunas.

 

 

 

A área da piscina do Rancho do Peixe é uma das nossas favoritas na pousada. Ali as crianças se divertiram, tiraram soneca nas sombras e, nesse meio tempo, eu e Daniel pudemos tomar os drinks deliciosos que saem do bar ao lado.

 

 

 

A praia era linda, mas o mar bastante recuado e um pouco longe da estrutura pra ficar com as crianças. Além disso, ali era o point dos kitesurfers: o Rancho do Kite. Considerada uma das melhores escolas de kite do mundo, o Rancho é ponto de encontro dos esportistas e de quem quer aprender a velejar. Foi lindo ver que tem aula até para as crianças um pouquinho maiores. 

 

Uma área particularmente aconchegante era o lounge, que usamos em alguns momentos quando o sol estava muito forte e ali brincamos na sinuca, jogamos dominó, vimos um pouquinho de desenho na TV com os meninos, e descansamos (muito!).

 

 

 

Cada cantinho da pousada era mais lindo que o outro...é um lugar que certamente vai virar point de nossas férias em família, tamanha a paz que sentimos por lá!

 

Não tivemos a menor vontade de ir embora, mas era necessário pra viver a experiência do nosso último destino nesse itinerário cearense, a Vila Kalango (pousada irmã do Rancho e que fica em Jeri, a meia hora de lá).

 

Todos os dias, um transfer leva hóspedes entre uma pousada e outra. Assim, mesmo que você não se divida entre as hospedagens, consegue aproveitar a estrutura e as atividades das duas pousadas! Ou seja: é o típico bom negócio, do tipo “pague por um, leve dois”! Rs

 

 

ÚLTIMA PARADA: Vila Kalango

 

Conhecemos a Vila Kalango muitos anos atrás, em nossa primeira ida a Jeri, em 2010. Na época, ficamos em outro hotel, mas nas andanças pela praia acabamos nos deparando com a Vila! Um lugar tão charmoso que a gente marcou um jantar uma noite por lá. Ao saborearmos a comida e vivermos uma noite tão especial em um cenário todo a luz de velas, combinamos que, em um possível retorno a Jeri, seria aquela a nossa hospedagem.

 

E assim foi. Mas, dessa vez, quase uma década depois, com a família completa!

 

A Vila Kalango é um daqueles pedacinhos de paraíso que nos ganha pelos detalhes: desde a decoração minimamente elaborada, até funcionários (muito queridos) que te chamam pelo nome durante toda a estada. Sem falar no brigadeiro de colher e outros docinhos, que são depositados na nossa porta todas as noites para adoçar nossos sonhos.

 

 

 

Lá, mais importante do que a hospedagem em si, são as experiências que podemos vivenciar. E você não precisa fazer o menor esforço pra se surprender: praticamente todas as tardes há um evento especial. Seja um Dj tocando música boa pra ver o por do sol com rodada de caipirinha dupla, seja uma orquestra de crianças apresentando um concerto no jardim, ou um piquenique preparado no gramado em frente à pousada pra comemorar uma data especial.

 

 

 

 

 

Em dias de jogo de futebol da seleção brasileira, um telão é instalado no jardim, rodeado de puffs confortáveis. E o que falar do jantar romântico que pode ser preparado em um lugar delicioso e estrategicamente posicionado frente a um lounge onde nossos pequenos podem dormir tranquilamente enquanto brindamos à vida?

 

 

 

E tem mais: a Vila está localizada ao lado da duna do por do sol, onde acontece o evento mais esperado de Jeri todos os dias - e totalmente gratuito: o espetáculo do sol sendo engolido pelo mar ao cair da tarde.

 

 

Também em termos de localização, a Vila Kalango é privilegiada por ser colada no Parque Nacional de Jeri, porta de entrada para passeios maravilhosos, entre dunas de areia e lagoas de água quente e cristalina!

 

 

 

Para ir com famílias, uma única recomendação: optem pelos apartamentos comfort, que são bastante espaçosos. Assim como no Rancho (propriedade irmã), caminhas viram berços e deixam pais despreocupados! :)

 

 

 

O hotel mostra nos detalhes como é receptivo aos pequenos: baldinhos de brinquedo são deixados no quarto pra serem usados durante a estada e as papinhas estão inclusas no cardápio. Ou seja: não há muito com o que se preocupar a não ser curtir as férias com as crianças. Não esperem contar com a estrutura de um resort para eles brincarem. No entanto, livros de colorir, quebra cabeças, redes, um passeio de buggy e a própria praia são atrações simples e suficientes (na nossa opinião) pra preencher de atividades dias inesquecíveis de alegria.

 

 

Ps: e se você leu até aqui e ficou na dúvida em qual hotel ir, faça como nós: organize um roteiro com o pessoal do E-group Essential Experience e da Emanuel Expedições e experimente um pouco da deliciosa experiência que cada uma dessas pousadas proporciona! Pra quem tem mais tempo, ainda vale uma esticadinha até o Piauí e Maranhão, pra completar a famosa Rota das Emoções.

 

Reserva de Hotéis:

 

Reservem seus hotéis através dos nossos links do BOOKING.COM.

 

Seguro viagem:


Sempre que viajamos para o exterior fazemos seguro viagem internacional. Para essa viagem não poderia ser diferente. Fizemos nossa cotação através do Real Seguro Viagem que é uma empresa bastante seria e que nunca nos deixou na mão. Para fazer uma cotação é só CLICAR AQUI.

 

Aluguel de Carro:

 

Para quem gosta de comodidade e maior liberdade nas viagens faça a cotação para locação do seu carro por aqui. CLIQUE AQUI e faça seu orçamento sem compromisso.

 

Chip de internet:

 

Durante as suas viagens você ama ficar conectado e compartilhando todas as suas experiências? Com o Chip internacional você poderá se conectar em mais de 140 países com internet rápida e ilimitada. Para comprar seu CHIP basta CLICAR AQUI.



Esse artigo foi lido 15503 vezes!

Sobre o Autor

Fernanda de Castro Carvalho

Fernanda de Castro Carvalho é advogada e trabalha na ONU pela defesa dos direitos humanos. Para ela, viajar se tornou mais do que um hobby: é uma necessidade! Nas horas vagas, sonha com o próximo destino e compartilha suas dicas de viagens no insta @nosdo


Veja Também