Lombok: A ilha dos sonhos

  • 09 de junho de 2016


A vizinha pacata da badalada Bali é um doce presente para os mais aventureiros. Lombok fica a poucas horas de ferry de Bali, e tem tanta coisa para explorar que você até fica confuso em por onde começar.

 

Não deixem de ver nossas dicas de BALI, GILI ISLANDS e LOMBOK

 

Nosso roteiro sofreu uma "pequena" alteração, pois planejamos fazer o trekking do Monte Rinjani, mas o vulcão entrou em atividade enquanto estávamos em Gili. Uma pena, por que olha só que demais deve ser.

 

(Monte Rinjani - fonte: www.trekkingrinjani.com)

 

Bom, planos mudados, nós entramos em Lombok pelo porto de Bangsal, pois viemos das ilhas Gili. Mas um aviso aos navegantes: Bangsal tem muito golpista, fiquem atentos. Já cheguem com seus bilhetes comprados para sair dali, pois a cidade em si é bem menos interessante que as vizinhas. Melhor chegar direto por Senggigi.

 

Essa aí sim vale uma explorada! Senggigi foi votada como uma das melhores praias de Lombok e é um verdadeiro paraíso. Com vários hotéis aconchegantes numa cidade calma com pé na areia.

 

CONHEÇAM E RESERVEM OS HOTÉIS DE LOMBOK CLICANDO AQUI.

 

Porém, nossa escolha foi nos alojar na região sul da ilha, em Kuta. Que de nada parece com a "cidade-irmã", Kuta de Bali. É uma cidade autêntica e pouco explorada. Fizemos de "Kuta de Lombok" nossa base e fomos explorar as praias ali.

 

(Aventuras de Motocicleta - com uma prancha de surf)

 

Alugamos uma scooter e a diversão era sair apenas com um rumo, e parar em tudo que tivéssemos vontade no meio do caminho. Em estradas pavimentadas, de barro ou até de areia (e não, a scooter não era offroad) a experiência de se aventurar com aquele visual era de tirar o fôlego.

 

Nosso rotina se resumiu em: praias desertas (ou quase isso), vento nos cabelos, uma prancha de surfe e abacaxis. Sim, abacaxis. Foram os abacaxis mais doces que já comemos na VIDA. Viciamos! Em todo lugar que você chega está repleto deles fresquinhos, cortados na hora e "no palito" rsrsrs.

 

(Abacaxi em Mawum)

 

(Pantai Mawum)

 

Das praias, Pantai Mawun foi nossa favorita. Dona de uma água verde incrível e praia calma. A vizinha Mawi tem uma pequena faixa de areia e muita onda, combinação perfeita para nós. Bronze + Surfe. Rá. rsrsrs 

 

Pantai Tanjung Aan é a "menina dos olhos" dos locais. Uma longa faixa de areia branquinha e mar azul quase desertos te esperam a 15 minutos de Kuta. Delícia de vida! Pantai Seger, Gerupuk e Air Guling para o surfista aí foram o paraíso, e a vibe do local é incrível. No melhor estilo indonesiano.

 

(Pantai Tanjung Aan)

 

A praia da cidade de Kuta tem uma longa faixa de areia abrigada numa baía. Com aquele clima original, de vila, um centrinho de bares e restaurantes deliciosos. Dicas: Adi's Kitchen é um simples restaurante maravilhoso! E a vista do Ashtari é surreal, para um "comes" no final de tarde ou entrar em contato com sua espiritualidade no centro de yoga que eles tem no local.

 

Um pouco afastado de Kuta fica o icônico Desert Point, pico de qualidade profissional para surfistas, com suas ondas tão perfeitas que mais parecem aquelas desenhadas no caderno da escola quando pequeno. Uma vila "roots", sem energia, sem estrada pavimentada e com bangalôs bem rústicos a beira mar. Aaaah, dormir ouvindo simplesmente o som do mar. Queremos mais o quê?

 

(A esquerda perfeita em Desert Point)

 

A ilha de Lombok nos deu uma chave de ouro para fechar nosso pequeno tour na Indonésia. Foram muitos sorrisos, Bintangs, Bagus Bagus, Sasaks, Satays, praias, mergulhos, ondas, surfe, sal, sol, verde e pneus furados que fizeram (e fazem) o Indodream. 

 

(Gerupuk)

 

E depois de quase 30 dias no maior arquipélago do mundo, deixamos Lombok numa saga para chegar a Chiang Mai na Tailândia. Pad Thai: aqui vamos nós!!!!!!!!



Esse artigo foi lido 759 vezes!

Sobre o Autor

Laion e Madu

Conheçam o mundo sob a ótica do casal Laion e Madu do @projetodeboa


Veja Também