Marcio no Mundo




Dicas de Nairóbi: nossa porta de entrada para o Maasai Mara


Publicado em 02 Fev 18



Booking.com



Nairóbi é a capital do Quênia e é a região administrativa, econômica e cultural do país. É a mais populosa cidade da África Oriental e foi nossa porta de entrada para conhecer um dos melhores safáris do mundo: o Maasai Mara.

 

Ficamos em Nairóbi apenas dois dias pela metade que foram justamente o dia que chegamos no país e o último dia que chegamos do safári (leiam nossa experiência completa clicando aqui), porém recomendamos passar pelo menos um dia inteiro para conhecer suas principais atrações.

 

Nairóbi não é um daqueles destinos que merecem ser visitados exclusivamente, mas estando no país é besteira não explorar suas atrações turísticas.

 

Como chegar em Nairóbi:

 

Não existem voos direito do Brasil para Nairóbi, mas estando em qualquer uma das grandes capitais africanas é possível pegar um voo para Capital do Quênia. No nosso caso como estávamos em Zanzibar, Tânzânia, pegamos um voo rápido de pouco mais de um hora pela Low Coast africana Kenya Airways.

 

Por falar em Kenya Airways a empresa é muito boa, com frota bastante nova e atendimento maravilhoso. Preferimos, inclusive, do que as cias aéreas brasileiras. Utilizamos ela em todos os trechos aéreos internos da África e recomendamos.

 

Visto para o Quênia:

 

Brasileiros que pretendem visitar o Quênia precisam de visto. O procedimento para emissão do visto é bem tranquilo e tiramos o nosso no próprio aeroporto no momento que chegamos à Nairóbi.


Para emissão é preciso apenas o passaporte com validade mínima de 6 meses a contar da data da saída do país e do pagamento de uma taxa de 50 usd que pode ser paga no momento da chegada no cartão de crédito ou em espécie (dólar, euro e na moeda local).

 

Quando ir para Nairóbi:

 

A cidade pode ser visitada o ano inteiro, porém os meses mais chuvosos são novembro, dezembro, março, abril e maio. A temperatura média máxima oscila entre 20 e 25 graus e a mínima entre 10 e 14 graus, ou seja, as temperaturas não são quentes e faz um friozinho praticamente todo o ano. Levem roupa de frio.

 

Informações úteis do Quênia:

 

 

A língua da Quênia é o swahili, língua oficial do país, entretanto,  grande parte da população fala o inglês fluente. Se você fala razoavelmente o inglês pode ficar despreocupado.

 

Compramos na chegada o chip de internet na empresa Airtel e foi bem tranquilo. Compramos um chip com 3gb e pagamos cerca de 15 reais. Usamos também o chip da empresa Easysim4u e ele funcionou perfeitamente durante toda a viagem ao Quênia.


Moeda e câmbio no Quênia: a moeda do país é o Shillings Queniano (símbolo: KES), mas o dólar e o euro são aceitos em praticamente todos os lugares turísticos. Fizemos apenas o câmbio de 50 usd no aeroporto quando chegamos para ter um dinheiro de segurança.


O fuso horário é de 6 horas à frente do horário de Brasília e a voltagem é de 220 V.

 

DICA IMPORTANTÍSSIMA: evitem beber gelo, água sem ser mineral e comer frutas e legumes sem referência.

 

O que fazer em Nairóbi:

 

Nairobi não possui muitas atrações turísticas! Os principais pontos turísticos da cidade são:

 

1) Girrafe Center: centro de recuperação de girafas que estão em risco na natureza. O local simplesmente abriga essas girrafas durante determinado período de tempo e depois solta elas na natureza. Durante o período que as girafas ficam no centro é possível interagir com elas e aprender mais um pouco sobre elas. Vale muito a pena a vista o ingresso custa 250 ksh e o centro abre todos os dias das 9 da manhã até as 5 da tarde;

 

2) Nairóbi Nacional Park: esse parque nacional foi criado em 1946 e é o primeiro parque nacional do Quênia. O local fica dentro da cidade sendo separado apenas por uma cerca elétrica e possui uma infinidade de espécies de animais. Infelizmente não tivemos tempo de visitar, mas aparenta ser bastante interessante.

 

 

3) Orfanato de Elefantes David Sheldrick: esse orfanato de elefantes é referência mundial. O local abriga filhotes de elefantes que perderam seus país em razão da caça ilegal de animais. São cerca de 30 animais que vivem no local e o horário de visita é das 11 horas até as 12 horas. 

 

 

4) Karen Blixen Museum: O museu conta um pouco da história da escritora dinamarquesa Karen Blixen que teve sua história contada no filme Out of Africa (Entre Dois Amores).

 

Onde se hospedar em Nairóbi:

 

A capital queniana possui uma boa rede hoteleira com ótimas opções de hospedagem. Os preços são mais caros do que a média africana, mas mesmo assim mais baratos que os destinos da Europa. Vamos aqui dar três ótimas opções de hospedagem:

 

Lotos Inn & Suites: esse foi o hotel que escolhemos para ficar os dois dias que passamos em Nairóbi. O hotel fica em uma localização ótima próximo ao Westgate - maior shopping da cidade. Os quartos são imensos e bastante confortáveis e no rooftop existe um ótimo restaurante. Atendeu todas as nossas expectativas. Para maiores informações clique aqui.

 

 

Villa Rosa Kempinski: é considerado uma dos melhores hotéis da cidade é possui uma ótima localização, quartos muito bem decorados e luxuosos, ótima área de lazer e um restaurante internacional bastante conceituado. Para fazer sua reserva clique aqui.

 

 

Girrafe Manor: esse hotel é famoso mundialmente por conta das girafas que existem soltas dentro da propriedade. Toda decoração do hotel é dedicada a esses lindos animais. O ponto alto do hotel é a interação que os hospedes tem com as girafas. As diárias são bem caras, mas acredito que vale cada centavo.

 

 

Quer conhecer mais sobre os hotéis e pousadas de NAIRÓBI? Clique aqui e conheçam todas as opções e reservem seus hotéis através dos nossos links (banners) do Booking e do hoteis.com que estão presentes no site! Ganhamos com isso uma pequena comissão e você não terá nenhum custo extra e estará nos ajudando a postar todo esse conteúdo grátis.

 

Como se locomover em Nairóbi:

 

Contratamos desde o Brasil uma empresa para fazer todos os nossos passeios no Quênia. A empresa nos pegou no aeroporto fez todo nosso city tour e nos deixou no hotel. Acredito que essa seja a melhor opção de transporte na cidade. Não achamos a cidade insegura, porém achamos o trânsito meio confuso e as atrações bem afastadas do centro. Contratamos a empresa Spirit of Kenya para fazer todos os nossos passeios no Quênia e gostamos bastante.

 

Seguro viagem:

 

Sempre que viajamos para o exterior fazemos seguro viagem internacional. Para essa viagem não poderia ser diferente. Fizemos nossa cotação através do Real Seguro Viagem que é uma empresa bastante séria e que nunca nos deixou na mão. Para fazer uma cotação é só CLICAR AQUI.

 

O que achamos de Nairóbi:

 

Como falei logo no início da matéria Nairóbi em sí não merece uma viagem, porém se você for conhecer o Maasai Mara vale a pena esticar mais um ou dois dias inteiros para conhecer as atrações da megacidade da África. Espero ter ajudado com nossas dicas. Qualquer dúvida é só perguntar que teremos o maior prazer em respondê-los.



Esse artigo foi lido 1104 vezes!


Texto Escrito Por:

Marcio Vital Valença

Advogado e explorador do mundo nas horas vagas. Conhece mais de 45 países em todos os continentes. Instagram @marcionomundo



Comentários

Publicidade




Booking.com

_300x250_CGH_SDU.jpg

Generic 250x250

Seguro viagem geral 250x250

Encontre-nos no Facebook




Posts Relacionados


Dicas de Nairóbi: nossa porta de entrada para o Maasai Mara

02 Fev 18

Dicas do nosso Safári no Maasai Mara, Quênia

23 Jan 18

Os melhores safáris da África

01 Fev 17

Posts Mais Populares


Alagoas: Dicas de São Miguel dos Milagres

Alagoas

Guia completo de Maceió

Alagoas

Praia do Patacho - uma das praias mais bonitas do Brasil

Alagoas