Marcio no Mundo




Dicas da Rússia: tudo para você planejar sua viagem


Publicado em 24 Nov 17



Booking.com



O país dos czares, do ballet e da vodka permeava os nossos sonhos há alguns anos e foi uma grata surpresa descobrir que ele superou nossas expectativas e se mostrou um país desenvolvido, de um povo sério, mas prestativo, de igrejas e palácios suntuosos e lindos e que recomendamos, seriamente, que todos conheçam.

 

 

Para te incentivar e ajudar na programação seguem as nossas dicas, a gente espera que vocês gostem. Bora lá?

 

Como chegar:

 

O maior custo de uma viagem para a Rússia costuma ser a passagem aérea, já que o país fica quase do outro lado do mundo. 

 

Entretanto, várias companhias aéreas fazem o trajeto saindo do Brasil, com apenas uma parada no caminho, então vale ficar de olho em alguma promoção.

 

Agora, nossa dica para reduzir esse custo é tentar emitir as passagens com milhas aéreas, foi nossa opção e achamos que valeu muito a pena!

 

Conseguimos emitir por 40.000 pontos o trecho (com a TAM) o que é uma boa quantidade, considerando que é a mesma quantidade necessária para alguns destinos dos EUA e Europa (mas que entram mais em promoção), portanto, vale a pena acumular milhas e utilizá-las de forma sábia.

 

Quando ir:

 

 

A Rússia possui um inverno muito rigoroso, com temperaturas negativas, portanto, não é uma época recomendada para a viagem.

 

O ideal é viajar entre os meses de maio a setembro! 

 

Mas cuidado, pois no final da primavera ainda pode nevar e estar frio e, em setembro, fuja da primeira quinzena, pois nessa época rolam as comemorações do aniversário da cidade e não funciona tudo normalmente, inclusive, os principais balés do país estão de recesso.

 

Fomos para o país no dia 18 de setembro e pegamos dias lindos, com sol e temperaturas agradáveis (entre 5 graus e 17 graus).

 

Documentos mesários para visitar a Rússia:
  •  
  •  
  •  
  • Não é necessário visto para quem possui passaporte brasileiro (muita atenção para quem tem dupla nacionalidade: use o passaporte daqui, pois diversos países, como EUA ou até mesmo a União Européia precisam de visto);
  • Não exigem o certificado internacional de vacinação contra a febre amarela (entretanto, a gente sempre recomenda que se leve);
  • No momento da imigração, você vai receber um papel com as informações da sua entrada no país, é obrigatório andar com ele por todos os lugares e também a sua devolução no momento da saída. A gente colocou ele preso dentro do passaporte para não corrermos nenhum risco.

 

Dicas Gerais da Rússia:

 

 

  • A gente ama história e essa era uma das razões pelas quais escolhemos visitar a Rússia, então para a viagem ficar mais completa, recomendamos que você também faça isso e aqui estão nossas dicas do que ler/assistir:
  •  

- Empire of Tsars: está no netflix e você consegue assistir rapidinho, já que são apenas 3 episódios. Ele é um resumão do período imperial russo e é ótimo pra quem não quer ou não tem tempo de ler sobre os imperadores, mas não quer chegar sem saber de nada!

 

- Catarina, a grande - Retratos de uma mulher: acredito que o livro mais recomendado por todos os blogs de viagem que tratam da Rússia e existe uma explicação para isso. A czarina foi, junto com Pedro, o Grande, a maior monarca do país, com ela a Rússia se tornou um dos impérios mais fortes e temidos do mundo e a história de sua ascensão ao trono é digna de roteiro de filme.

 

Vale ressaltar que esse mesmo autor escreveu uma série de livros sobre outros czares russos (como o próprio Pedro, o Grande), então escolha aquele que mais te agradar e vai fundo, temos certeza que, com isso, a viagem ficará mais legal ainda!

 

- outro livro bastante indicado é o "Palácio de Inverno", ele é um romance que conta a história da queda do império e a instauração do regime socialista soviético. É uma excelente opção para quem não gosta de biografias.

 

- "Anastasia" é o filme da Disney baseado na lenda da princesa russa que sumiu e nunca mais foi encontrada. É uma graça de filme e conta, de forma fantasiosa, a queda da família imperial Romanov.

 

  • Ter internet no país é essencial, pois várias pessoas não falam inglês e recomendamos que você compre o chip em alguma empresa de telefonia local (as principais são MTC e Megafon), pois são baratas e funcionam bem!
  •  

Nossa escolha foi a empresa MTC que, além de ser encontrada em qualquer lugar, tinha um plano que cabia perfeitamente no que queríamos! Contratamos o plano Smart+ e, pelo que o atendente nos explicou, nosso plano era por 10 dias com direito a 14g de internet e também a ligações e custou o equivalente a R$ 20.

 

Essa empresa tem um quiosque dentro do aeroporto, mas o atendente nos contou que os melhores planos de telefonia raramente ficam disponíveis por lá, pois acabavam rápido.

 

  • Muitas pessoas indicam a contratação de guia turístico por lá, a gente optou por não contratar e não sentimos falta, mas caso você esteja mais inseguro com a viagem para um destino com um alfabeto tão diferente, essa é uma excelente opção. Apesar de, como comentamos, não termos contratado, pesquisamos alguns guias bem recomendados e repassamos pra vocês.
  •  

        Guia em Moscou: Maria Basova - email: mariabasova@hotmail.com

       Guia em São Petersburgo: Nadia - email: passeio.petersburgo@gmail.com

 

  • A gente acredita que a forma mais gostosa de conhecer um país é por meio de sua comida, por isso, saímos do Brasil com uma listinha de comidas típicas que não poderíamos deixar de experimentar na viagem e agora vamos dividi-las com vocês:
  • Blini: são tipo panquecas e, normalmente, são acompanhadas de geleia, caviar ou cogumelos.
  • Borsch: é uma sopa tradicional russa (e de alguns outros países da região) feita de beterraba. Ela tem algumas variações, mas é comum encontrar com carne e outros legumes;
  • Frango à Kiev: apesar do nome, o prato foi criado na Rússia e é um peito de frango desossado e recheado! Pode ser recheado de várias coisas, como queijo, presunto ou manteiga de ervas.
  • Stroganov: apesar de ter sua origem na Rússia, não é um prato normalmente consumido pelos cidadãos, mas como bons brasileiros, a gente não ia perder a oportunidade de experimentar o prato que originou o nosso strogonoff, né? E foi aprovado por aqui.
  • Pelmeni: parece um ravioli, mas a massa é bem mais fina e leve. Tradicionalmente é recheado de carne e servido na manteiga ou com creme azedo.
  • Medovik: é uma sobremesa deliciosa russa que foi criada em 1820 e é, basicamente, um bolo de mel!
  • chocolate Alionka: pra sermos sinceros, esse chocolate não é nada demais, mas essa é uma oportunidade única de experimentar o chocolate produzido na época da URSS! Inclusive, a criança da embalagem é a filha de Stalin.
  • Bala de soja: outra herança do período soviético, a bala era o doce mais popular da época e até hoje é facilmente encontrada por lá.

 

Nosso Roteiro:

 

 

Ficamos 9 no país, e dividimos em 5 dias em São Petersburgo e 4 dias em Moscou. Achamos a quantidade de dias suficiente para São Petersburgo, porém, para Moscou, ficou faltando 1 (para ver o básico) ou 2 dias (para fazer com calma). Nos próximos posts, vamos contar o que fizemos e recomendamos em cada uma das cidades.

 

Por isso, o nosso roteiro ideal seria:

4 a 5 dias em São Petersburgo;

5 dias em Moscou;

 

Nós optamos em ir pra São Petersburgo primeiro e depois pra Moscou e achamos que foi excelente! Isso porque, ao chegarmos em São Petersburgo, não tivemos nenhum choque cultural, pois várias pessoas sabiam falar inglês, assim como as placas dos pontos turísticos já estavam nesse idioma e fomos entendendo e nos acostumando com o alfabeto russo (na medida do possível) e, quando chegamos em Moscou (onde as pessoas ainda não falam inglês e as placas estão no alfabeto local), já estávamos acostumados com o funcionamento de tudo e não tivemos nenhuma dificuldade!



Esse artigo foi lido 1524 vezes!


Texto Escrito Por:

Rhyane Baena

Adora pesquisar e programar viagens... essa parte é quase tão boa quanto ir. Então por que guardar essas descobertas só pra mim? @rhyedanpelomundo



Comentários

Publicidade




Booking.com

Seguro viagem geral 250x250

Encontre-nos no Facebook




Posts Relacionados


Dicas de Moscou: a cidade dos jogos de abertura e encerramento da Copa

13 Jun 18

Dicas de Rostov: a cidade da estreia do Brasil na Copa da Rússia

01 Jun 18

Dicas de São Petersburgo: uma das cidades mais bonitas da Europa

13 Abr 18

Posts Mais Populares


Alagoas: Dicas de São Miguel dos Milagres

Alagoas

Guia completo de Maceió

Alagoas

Praia do Patacho - uma das praias mais bonitas do Brasil

Alagoas