Dois dias em Bangkok: dicas, passeios, hotéis e muito mais

  • 01 de junho de 2017


Estivemos recentemente em Bangkok, capital da Tailândia, e vamos contar nesse post nossa experiência de ter passado dois dias nessa megalópole que possui uma cultura vibrante, ótimos hotéis, templos belíssimos e atrações incríveis.

 

Motorista particular em Bangkok

 

Quando se pensa em cidade grande pode vir a dúvidas de quantos dias seriam ideias para conhecer as principais atrações e pontos legais né? São tantas coisas para se ver....Como teríamos 48 horas e queríamos fazer bastante coisa, optamos em contratar um motorista particular e foi a melhor coisa que fizemos, sem dúvidas!

 

A primeira super dica deste post é justamente o Aoody, motorista super querido que nos acompanhou em nossa passagem pela capital tailandesa e fez com que conseguíssemos otimizar bastante nosso tempo e ver tudo que queríamos.

 

Combinamos de ele nos pegar no aeroporto, fazer a visita de todos os locais que vou contar a seguir e nos levar de volta ao aeroporto, pois depois seguimos para a cidade de Chiang Mai no norte do país e tudo isso saiu por um preço super bacana. Além de economizar bastante tempo, não saiu um custo abusivo (motorista particular no exterior vem logo esse pensamento né?).

 

Ele monta o orçamento bem dentro do que cada cliente deseja ver, é MUITO atencioso, educado, faz tudo para agradar e responde o WhatsApp e e-mail super rápido.

 

Apesar de estar com nosso super chip da @EasySim4U, em alguns templos a internet simplesmente não funciona, e nesses locais o Aoody era tão gentil que inclusive nos emprestava um celular local para facilitar nosso contato.

 

 

Nota mil para esse serviço. Podem confiar no Aoody, ele é maravilhoso!

 

Contato: Aoody; WhatsApp: +66 89134-5963; E-mail: morokoung2380@hotmail.com

Site: www.taxibangkoktravel.com

 

Nosso primeiro dia em Bangkok

 

Como chegamos bem cedinho pela manhã, fomos para o hotel (Mandarin Hotel Bangkok), deixamos as malas, trocamos de roupa e já fomos passear com o Aoody.

 

Templo Golden Buda (Templo Wat Traimit)

 

Esse templo foi nossa primeira parada na cidade. A visita a ele é rápida, não é um local em que é preciso demandar tanto tempo assim, pois é um templo simples sem arquitetura muito diferenciada e cheia de detalhes, mas é uma gracinha e adoramos.

 

Esse templo abriga a maior estátua de Buda em ouro do mundo, pesando cinco toneladas e meia e uns 3 metros e pouco de altura. A história desta estátua é interessante: no século 13 esse Buda foi coberto de Gesso e laca em uma tentativa de esconder peça de tamanho valor financeiro de possíveis ladrões. O disfarce foi tão bem feito que ao longo dos anos era tratada como uma estátua comum. O Buda dourado foi descoberto apenas em 1955 quando estava sendo transportado para o templo onde está localizado atualmente,  ao ser içado para o local onde se encontra hoje, o gesso quebrou eo o Buda super valioso foi descoberto . No local é possível ver pedaços do gesso rompido.

 

 

Horário de funcionamento: De 8:00h as 17:00h; Valor: 40 baths; Endereço: Fica na ChinaTown - 661 Tri Mit Rd, Khwaeng Talat Noi, Khet Samphanthawong, Krung Thep Maha Nakhon 10100.

 

Complexo Grand Palace

 

Nossa segunda parada foi o Grande Palácio, que é sem dúvidas o complexo mais lindo de Bangkok.

 

 

 

Na verdade lá tem um templo e mais uns edifícios lindos demais e esse lugar serviu como residência oficial do Rei da Tailândia durante o século XVIII até o século XX e também foi, ao mesmo, tempo, toda a sede administrativa do governo.

 

 

De fazer os olhos brilharem, reserve um bom tempo para conhecer esse lugar e desbravar cada cantinho cheio de detalhes e magia. O local é bastante cheio, um calorão, mas lindo de morrer e bastante especial do ponto de vista espiritual para os tailandeses.

 

 

Um desses prédios no complexo é o Templo do Buda de Esmeralda, super lindo.

 

Atenção: É totalmente proibido entrar neste complexo com ombros e pernas a mostra. Mesmo se estiver usando lenço, ok? Em todos os outros entrei tranquilo usando blusa de alça,  me cobrindo com um lenço, mas nesse eles não permitem o acesso. Eu precisei comprar uma blusinha na lojinha da frente para poder entrar.

 

Horário de funcionamento: De 8:30h as 16:30h; Valor: 500 baths; Endereço: Na Phra Lan Rd, Phra Nakhon, Bangkok, 10200.

 

Templo Wat Po

 

Bem pertinho do Grand Palace fica o Templo Wat Po, dá para ir a pé (mas como estávamos com Aoody ele nos levou). Lá é onde fica a famosa estátua do Buda reclinado, sem dúvidas é um dos templos mais importantes da cidade e não pode ficar de fora uma visita.

 

 

Lembrando que lá é grande e não se limita apenas a esta estátua para se ver... Este é o templo mais antigo da cidade e a arquitetura é muito linda! Gaste um bom tempo desbravando cada prédio nesse local. Ah! Lá também é possível fazer massagem, tá?

 

 

Valor: 100 baths; Endereço: Na Phra Lan Rd, Phra Nakhon, Bangkok, 10200.

 

Golden Mount (Wat Saket)  

 

Se depois dessas visitas você ainda topar subir uns degrauzinhos, faça como nós e vá visitar o Golden Mount, templo que tem 100 anos de idade. Após escalar alguns degraus, no topo é possível ter uma vista um pouco inibida da cidade e ver um templo bem simples, mas eu gostei muito de visitar este local.

 

 

Antes ou depois da subida visite o Wat Saket, templo que fica embaixo e que tem a imagem do Buda em pé fazendo o mantra de proteção. Nesse templo tem uma coisa bem interessante que o Aoody nos mostrou. É meio que para “prever o destino”. Você chacoalha um potinho com umas estacas de madeira mentalizando alguma questão em que queira ter uma resposta, a que levantar naturalmente você observa o número e pega o papel. Nele vai está dizendo a sua sorte. Claro que eu testei né? Bem que combinou com o que eu perguntei...

 

 

Depois dessas visitas (que foi logo após nossa longa jornada de Maceió até Bangkok), voltamos para o Mandarin Hotel Bangkok para relaxar um pouco né? Aproveitamos a linda piscina e depois nos organizamos para conhecer uma das ruas mais famosas da cidade.

 

Khao San Road

 

 

Esta rua é sem dúvidas super famosa para todos que pesquisam a cidade. Cheia de Tuc Tucs, comidinhas de rua, insetos para comer, bares, restaurante, gringos doidos, feirinha e muita gente, é um local que não pode faltar em uma visita à Bangkok.

 

Se quiser fazer comprinhas, lá é um dos locais mais baratos, aproveite! Escolha um bar ou restaurante do seu agrado, sente e fique observando o movimento! Escolhemos o e amamos! O Pad Thai e  Fried Rice estavam divinos. 

 

 

Ahhh! não deixe de fazer massagem nessa rua! Sem dúvidas o local mais barato! Olha a tabela de preços, pagamos apenas 150 baths para meia hora de massagem no pé. AMAMOS!!! As cadeiras para massagem no pé ficam na calçada mesmo, no meio da bagunça!

 

 

Dica: Aproveite para dar uma voltinha de Tuc Tuc e volte para o hotel de carona em um deles. Experiência super legal !

 

Dica 2: Pechinche! Em algumas barraquinhas dá para conseguir ainda mais descontos. 

 

 

Nosso segundo dia em Bangkok:

 

Deixamos para o segundo dia as atrações mais distantes.

 

Mercado Flutuante

 

O mercado flutuante é um daqueles lugares "tem que ir", sem dúvidas. Local único e super peculiar, visita do tipo: TEM QUE IR. 

 

 

Dica: não deixe de provar o famoso sorvete de coco! Ao lado fica também o Elefante Village. Não fizemos essa visita pois fomos a  Chiang Mai para ter esse contato com os elefantes. Além dos elefantes, visitar tigres e macacos ficam nessa região, mas não tivemos interesse em nenhuma dessas visitas, mas caso você tenha, organize para ir no mesmo dia que for ao Mercado Flutuante.

 

Saiba mais sobre ambos os paseios no post Bangkok: um passeio pelo mercado flutuante e pela Vila dos Elefantes

 

Maeklong Station

 

Eu não achei essa parada imperdível não. Havíamos lido e não tinha interessado muito, mas o Aoody sugeriu e acabamos indo lá.  É um mercado que acontece na linha do trem e quando o trem passa é aquele corre corre para tirar as coisas e depois colocar de novo. Para quem é de Maceió, tipo a feira do rato hahaha.  No mercado você encontra alimentos, temperos, etc. 

 

Templo Wat Arun 

 

Este templo é belissímo e fica à beira do rio Chao Phraya. É um templo budista da escola teravada (wat) da cidade de Bangkok.  Para ver o post completo clique AQUI.

 

 

Asiatique The Riverfront

 

O Asiatique é uma atração muito bacana na cidade.

 

 

É um local de entretenimento ao ar livre, repleto de lojas, feirinha, bares e restaurantes, nos mais variados estilos, para os variados bolsos também. Além de ter um parquinho com roda gigante e vários outros brinquedos para as crianças.

 

 

É um programa para qualquer idade e a feira mais oragnizada e limpa da cidade. E o melhor de tudo é que fica à beira do rio, dando um lindo visual. Ah!! Lá é possível fazer aquela famosa massagem com peixinhos no pé, e claro que testamos! Uma mistura de relaxamento com cosquinhas mas adoramos a experiência!

 

 

Abre todos os dias a partir das 16h.

 

Sirrocco & Sky Bar

 

Não deixe de conhecer o rooftop mais famoso de Bangkok, onde foi filmado cenas do filme "Se beber não case". Lá  é simplesmente demais. 

 

 

Você pode reservar um jantar ou simplesmente ir ao bar, que existem dois, um qm cada lado. Lá é lindo e super valo a visita para tomar uns drinks. 

 

Hospedagem em Bangkok - Hotel Mandarin Bangkok 

 

Em nossa passagem pela cidade ficamos nesse hotel super aconchegante, lindo e bem localizado. Aproveitamos o nosso segundo dia para relaxar um pouco na piscina que é super linda.

 

 

A decoração é muito linda! O serviço do hotel é impecável, café da manhã super sortido e um destaque especial vai para a privada do quarto! Daquelas mega modernas e super cheia de funções, foi uma atração a parte!  Saiba mais no post:  Onde se hospedar em Bangkok: Mandarin Hotel

 

RESERVEM O HOTEL CLICANDO AQUI.

 

Site do hotel: http://www.mandarin-bkk.com/

 

 

Chip Habilitadado @EasySim4u em Bangkok

 

Mais uma viagem com a cobertura maravilhosa da @EasySim4u. Com o chip deles pude fazer os stories no Instagram e postar as fotos em tempo real para que me acompanhassem. É uma super dica que garante conforto e comodidade na sua viagem. Serviço de internet no celular mais que aprovado.




Sobre o Autor

Ana Carla Gameleira

Psicóloga clínica e nas horas vagas viajante. Acompanhem minhas fotos no Instagram: @relatosdeviagens


Veja Também