The Pearl: a ilha dos colares de pérola

  • 05 de fevereiro de 2017


Ilhas artificiais são muito comuns no oriente médio e normalmente surgem ancorando projetos imobiliários bastante arrojados. Em Doha, visitamos a The Pearl, uma ilha com mais de 4.000.000m² em formato de dois colares de pérolas, cortada por diversos canais, que abriga desde grandes áreas residenciais a mansões e hotéis de altíssimo padrão, além de grandes centros de lazer e entretenimento.

 

Entrada da The Pearl

 

Começamos o passeio pelo Port Arabia, um píer ao ar livre que concentra uma série de lojas, cafés e restaurantes renomados. Tudo isso conjugado a uma galeria indoor com grandes marcas internacionais. No portal de acesso ao complexo, concessionárias de marcas premium automobilísticas como Ferrari e Rolls-Royce, além de uma série de joalherias complementam o cenário, incluindo a Alfardan Jewellery, que leva o nome da família proprietária de todo o complexo, uma das mais tradicionais e bem-sucedidas do Qatar.

 

Port Arabia (área do píer)

 

Galeria indoor (foto da área central com a estrela de 8 pontas, símbolo prosperidade para os mulçumanos)

 

Chegada ao Port Arabia

 

Na sequência visitamos a Medina Centrale, área central bastante badalada da ilha nos fins de tarde e noite. O lugar é tão bonito e colorido que mais parece uma cidade cenográfica. Cafés e mesas na calçada ajudam a criar o clima bacana do local. Na área central, as fontes levam o visitante ao Souq Medina, centro de compras recém-inaugurado na região, que deve se tornar um dos destaques da ilha nos próximos meses, conforme antecipado por nossa @guiadoha.

 

Área de cafés com movimento e mesas na calçada

 

Fonte e fachada do Souq Medina

 

Logo após a Medina, a Érika nos levou até o Marsa Malaz Kempinski, unidade da rede hoteleira russa na ilha e destino de muitas celebridades internacionais, inclusive brasileiras. Destaque para a bela arquitetura do prédio e para o monumento do Cavalo Árabe, que atrai todos os olhares de quem passa pelo local. O hotel abriga ainda bares e restaurantes concorridos como o ToroToro.

 

 

 

Finalizando nossa passagem pela ilha, fomos até o Qanat Quartier, uma belíssima área residencial que nos lembrou Veneza. Prédios coloridos conjugados, pequenas varandas com vista para os canais e pontes formam um ambiente bastante acolhedor. Os cafés também dão o tom do local e refletem a relação íntima da cidade com a arte, já que em muitos deles, é possível pintar enquanto você degusta o seu café.

 

Qanat Quartier

 

CONTINUEM LENDO NOSSOS POSTS DO QATAR.

 

Adoramos o Qanat Quartier e achamos incrível a atmosfera de toda a região da ilha. Vale muito a pena gastar um turno do seu dia conhecendo a região. Pela manhã em Doha nada é muito movimentado. Até por conta do calor que faz no país. A partir do final da tarde o movimento começa a ficar mais intenso. Recomendo fazer o passeio com guia para otimizar seu tempo, pois a ilha é enorme. Boa viagem!



Esse artigo foi lido 842 vezes!

Sobre o Autor

Tarcio e Paula Lopes

Ele Publicitário e ela Funcionária Pública que amam viajar e explorar o mundo.


Veja Também