Marcio no Mundo




Dicas de Yangon: nossa porta de entrada no Myanmar


Publicado em 19 Mar 17



Booking.com



Yangon ou, em português Rangum, é a maior maior cidade do Myanmar, antiga capital. Seu nome é formado por duas palavras: yan, que significa inimigos, e koun, que significa livrar-se de, fugir de - "cidade sem inimigos".

 

 

 

A cidade possui cerca de 4,5 milhões de habitantes e  fica localizada próxima ao rio Yangon. É o maior importador de Myanmar e também é o maior lugar em volume de negócios comerciais e industriais. Tem arroz, petróleo, algodão, minérios e metais, há moinhos de arroz, serrarias, refinarias de petróleo e aço, ferro, e cobre.


Foi ocupada pelos britânicos durante a Primeira Guerra anglo-birmanesa. A Rangum colonial, com seus parques espaçosos, lagos, e uma mistura de edifícios modernos e de arquitetura de madeira tradicional, era conhecida como "A cidade jardim do Oriente." No início do século XX, Rangum tinha serviços públicos e infraestrutura na paridade com Londres. 

 

 

Em 89, a junta militar de Mianmar anunciou que o nome da cidade passaria a ser Yangon. Como parte da comunidade internacional não reconhece a legitimidade do atual governo de Mianmar, alguns países ainda empregam a forma Rangum (ou uma variante vernácula: Rangoon, Rangoun ou outra) para referir-se à cidade. Em 2005, a junta militar que governa o país transferiu a capital para Naypyidaw.

 

Vejam o vídeo com os melhores momentos da nossa viagem para Yangon e aproveitem e assinem nosso canal do YOUTUBE.

 

Como chegamos em Yangon:

 

 

Nosso objetivo principal no Myanmar era conhecer Bagan, contudo, não existe voo direto para cidade! Para entrar no país é necessário chegar por Yangon ou Mandalay! Depois de muita pesquisa vi que a melhor opção seria ir por Yangon e foi assim que decidimos ir.


Nosso trecho foi de Cingapura para Yangon pela TigerAir, empresa Low Coast da Tailândia, e teve duração de 2 horas e 55 minutos e custou  110 usd com todas as taxas e bagagem de 25 kg. 

 

Câmbio em Yangon:

 

Fizemos nosso câmbio no aeroporto internacional de Yangon. Que por sinal é muito bom e novo! Escrevemos no nosso guia geral do país sobre esse tema! Leiam nosso Guia do Myanmar. 


Troque apenas dinheiro suficiente para urgência, pois a grande maioria dos lugares aceitam dólar com a mesma cotação. 

 

Onde se hospedar em Yangon:

 

Rooftop do Merchant Art Boutique Hotel.

 

A cidade de Yangon possui uma rede hoteleira com bastante opções desde hotéis de luxo até pequenas pousadas. Como iriamos passar apenas um dia inteiro e outro para pernoitar escolhemos um hotel 3 estrelas com excelente nota no Booking. Nossa escolha foi o Merchant Art Boutique Hotel, hotel três estrelas situado próximo as principais atrações da cidade (67/71 Yar Tar Shae Lan Thit, Bahan).

 

O hotel nos atendeu perfeitamente e possuía quarto com ar-condicionado, boa cama e chuveiro elétrico! Além disso o hotel possuía um excelente rooftop com uma vista sensacional do Shwedagon Pagoda, principal atração de Yangon.


Se quiser uma opção mais luxuosa optem pelos seguintes hotéis: Belmond, Novotel, The Strand, Sule Shangri-la, Chatrium, Parkroyal ou Rose Garden, todos esses são hotéis 5 estrelas com ótima localização.

 

Conheçam todos os hotéis e pousadas de YANGON clicando aqui e reservem através dos nossos links (banners) do Booking e hoteis.com que estão presentes no site! Ganhamos com isso uma pequena comissão e você não terá nenhum custo extra com isso! Apenas estará nos ajudando a postar todo esse conteúdo grátis.

 

Transporte em Yangon:


Como grande parte dos países de terceiro mundo o transporte público só Myanmar é ineficiente e bagunçado!  Apenas andamos de táxi durante nossa estadia! Os preços são parecidos com o do Brasil.  O táxi do aeroporto até a região central custa em média 20 usd.

 

Comunicação em Yangon:

 

 

A língua oficial do país é o Birmanês! Em que pese ser uma cidade grande apenas um pequeno percentual da população fala inglês. Então é importante sempre está com o endereço do hotel na língua local e tentar contratar algum passeio para evitar ficar trocando de táxi e se perdendo na cidade.

 

O que fazer em Yangon (principais atrações de Yangon):

 

 

A cidade de Yangon possui ótimas atrações turísticas, mas 90% dos turistas se limitam a conhecer o Shwedagon Pagoda, um dos templos mais bonitos do mundo, mas existem inúmeras outras atrações na cidade.

 

 

Para conhecer um pouco mais sobre as demais atrações da cidade e sobre a cultura e história contratamos um city tour pela empresa Explore Myanmar e adoramos nosso passeio e recomendamos fortemente a empresa. Um ponto positivo é que existe uma brasileira chamada Natalie que trabalhando na empresa e a contração foi bem simples e rápida. Durante nosso city tour visitamos as seguintes atrações turísticas da cidade:

 
Na região da Downtown visitamos as seguintes atrações: City hall , Sule pagoda, High Court building, Mahabandoola park e o Independence Monument.

 

Mahabandola Park.

 

Já passeamos no Mahabandola Park e ficamos admirando as atrações turísticas que existem nos arredores! Depois entramos no Sule Pagoda que é uma Pagoda bastante interessante! Foi nosso primeiro contato com uma Pagoda e ficamos encantados! A religiosidade da população é impressionante e o dourado das Pagodas é lindo.

 

Sule Pagoda.

 

Depois visitamos o Bogyoke market, mercado central da cidade onde é possível comprar o risco artesanato do países, roupas em seda, e pedras preciosas. Lá compramos vários objetos de decoração.

 

 

Botataung pagoda: Pagoda bastante bonita situada próximo ao principal rio da cidade! Para entrar no templo é preciso pagar uma pequena taxa de 3 usd.

 

 

Chaukhtatgyi e Nga Hta Gyi pagoda: são templos menores que ficam um próximo do outro. 


Kandawgyi lake e Karaweik Palace: esse é um dos principais lagos da cidade! O local é lindo se visto de longe! Mas quando chegamos perto constamos realmente a pobreza do local! O caminho de madeira ao redor do lago está completamente destruído.

 

 

O Karaweik Palace é lindo e vale a pena uma pequena pausa, principalmente, para quem gosta de fotografia.

 
Shwedagon pagoda: é um dos maiores templos do mundo! O local é simplesmente indescritível Só estando lá para sentir a magia e a grandiosidade daquele local. Fomos no final do dia, próximo ao pôr do sol, e a templo fica ainda mais bonito. 

 

 

O ingresso custou 8 usd. Esse foi o único templo que foi mais rigoroso em relação a vestimenta para entrar. Tive que comprar uma longhis, espécie de saia para entrar no templo e custou 3 usd.

 

 

São quilos e mais quilos de ouro e pedras preciosas enfeitando o templo. A Pagoda principal possui mais de 100 metros de altura. São vários templos um do lado do outro, cada um com sua magia e com sua riqueza de detalhes.

 

 

Para maiores informações sobre a empresa a contratamos para fazer o passeio acessem: www.exploremyanmar.com ou mandem e-mail para Natalie, brasileira que nos atendeu symsales2@exploremyanmar.com.

 

Onde comer em Yangon:

 

A cidade possui alguns ótimos restaurantes. Os principais são: Padonmar, Le Planteur, The Stand Café, L'opera, Royal Pavillion ,The Yangon Restaurant e o Rooftop do hotel Mercado Merchant com uma linda vista do Swedegon Pagoda.


Fizemos um menu degustação no Padonmar e adoramos! A comida do myanmar é maravilhosa. Foram várias sopas de entrada com sabores similares a do Brasil; várias entradas com vegetais deliciosos; pratos com porco, carne e frango e de sobremesa frutas da estação. 

 

 

Além da gastronomia maravilhosa o ambiente é incrível. É uma casa com estilo colonial britânico com um lindo jardim todo decorado com balões. 


Enfim, confesso que no início fiquei meio assustado com a pobreza e sujeita do país, mas depois que vimos o final de tarde no Shwedagon Pagoda tudo valeu a pena e a cidade acabou se transformado numa grata surpresa. De Yangon partimos para Bagan, a cidade dos três mil templos! Leiam nosso Guia de Bagan e qualquer dúvida é só perguntar que teremos o maior prazer em respondê-los.

 

 

 



Esse artigo foi lido 2914 vezes!


Texto Escrito Por:

Marcio Vital Valença

Advogado e explorador do mundo nas horas vagas. Conhece mais de 35 países em todos os continentes. Instagram @marcionomundo



Comentários

Publicidade




Booking.com

Seguro viagem geral 250x250

Encontre-nos no Facebook




Posts Relacionados


Onde se hospedar em Bagan: conheçam duas ótimas opções

07 Out 18

Dicas de Bagan: uma das cidades mais incríveis do mundo

09 Mai 18

Dicas de Yangon: nossa porta de entrada no Myanmar

19 Mar 17

Posts Mais Populares


Alagoas: Dicas de São Miguel dos Milagres

Alagoas

Guia completo de Maceió

Alagoas

Praia do Patacho - uma das praias mais bonitas do Brasil

Alagoas