Desbravando a Serra Gaúcha por @relatosdeviagens

  • 06 de março de 2016


 

Nem só de Gramado se faz a Serra Gaúcha. Bento Gonçalves, Nova Petrópolis e Canela (que é tão próximo à Gramado que dá a sensação de ser um bairro anexo) são paradas super importantes quando você decide visitar a cidade de Gramado.

 

Para mais dicas confira Dicas de Gramado e Canela

e  Restaurantes imperdíveis em Gramado e Canela

 

Bento Gonçalves

 

Em Bento fica a imperdível região do Vale dos Vinhedos. Existem vários pacotes para conhecer a região e estes determinam quais vinícolas devem ser feitas. A dica é, se possível, alugar um carro e fazer por conta própria, ou até mesmo, dormir uma noite em Bento, e foi o que fizemos. Isto nos deu a liberdade de visitar as vinícolas que queríamos, os restaurantes desejados, e ainda passar com calma pela cidade.  

 

Vinícola Salton

 

 

Sem dúvidas foi a melhor visita em vinícola que fizemos. Posso afirmar que de todas que já conheci, este foi o passeio mais legal. Não, eles não possuem o maior ou mais bonito parreiral a ser visto. Muito pelo contrário, a grande maioria das uvas que utilizam são terceirizadas por fornecedores da região, porém, o que de mais bacana eles possuem é o tour dentro da propriedade da família Salton. O prédio é novo, possui pouco mais de 10 anos, e foi construído com uma mega estrutura, não apenas para a produção dos vinhos e espumantes, mas também para os visitantes.  Eles oferecem dois tipos de tours, o que optamos foi o mais completo. Ele custou R$50,00 por pessoas (éramos um grupo de 7 pessoas) e este tipo de passeio ocorre no máximo duas vezes ao dia com agendamento prévio.

 

 

O tour inclui, além da visita do local, que vai desde a colheita à produção, a degustação de 6 vinhos (incluindo na conta dois espumantes, um branco e três tintos). A grande diferença da visitação da Salton envolvem dois pontos: o primeiro, a qualidade dos vinhos. Eles nos apresentam o que a casa tem de melhor. O segundo ponto, além do próprio tour para conhecer a belíssima construção,  é o local onde é feito a degustação. Eles nos levam para uma “sala secreta” com decoração medieval e músicas especiais tocando, com queijos e mix de castanhas para acompanhar a degustação, sem contar que, para chegar a tal sala é preciso passar por um labirinto que é decorado com imagens de anjos pelo caminho, com seus nomes e significados, simbolizando as dificuldades e a fé que os que fazem a história da Salton enfrentaram para chegar aos dias de hoje, música clássica... enfim , todo um clima é feito para que a degustação  e a passagem do visitante no local sejam únicas e inesquecíveis.

 

Casa Valduga e Miolo

 

 

Além da Salton, visitamos as clássicas Casa Valduga e Miolo (foto acima). A casa Valduga é uma das Vinícolas mais visitadas e possui uma bacana degustação, que custa R$40,00. O local é lindo. O que não curtimos muito é que, ao contrário da Salton, os melhores vinhos da casa não são disponibilizados na degustação. Outra questão que chamou a minha atenção foi o preço da espumante 130, famosa espumante da casa,  que estava mais cara na loja da vinícola do que no local em que costumamos comprar em Maceió. Os parreirais da Casa Valduga são lindos! (foto abaixo) Já em relação a Miolo, não fizemos degustação lá, mas o prédio da vinícola é belíssimo e também vale a visita, além da loja que possuem excelentes rótulos.

 

 

Dica: Tente comprar os vinhos que não chegam na sua cidade e conhecer novos rótulos!

 

Dica para comer: Na estrada do Vale dos Vinhedos almoçamos em um restaurante maravilhoso chamado Mamma Gemma. Anote este nome, pois a comida é maravilhosa e caso esteja na região, é uma excelente opção.

Valores: R$ 65,00 por pessoa para participar da sequencia. Eles também possuem a opção de escolher no menu.

 

Maria Fumaça e Epopeia Italiana

Lembro-me que, em 2009, em minha primeira vista à Serra Gaúcha, não gostei do passeio da Maria  fumaça. E agora o refiz e reforcei a minha opinião. Me desculpem aos que possuem uma opinião diferente.  Acho o passeio chato e meio sem graça. A Epopeia Italiana é uma última parada que tentam incluir ao final do passeio. Esta sim é totalmente dispensável.

 

Loja de fábrica da Tramontina

Ela não fica em Bento e sim em Carlos Barbosa, mas dá para das uma “esticadinha”  e conhecer. Olhando as etiquetas você pode se assustar e pensar: “tá caro”, ou “é o preço da minha cidade”. Mas é que a loja possui 20% de desconto em cima de todos os itens e isto não aparece nas etiquetas.

Dica: aproveite para comprar uma faca de churrasco e mandar gravar seu nome. Eles possuem uma maquina que grava à laser na hora.

 

Fetina de Formaio - Quejaria Valbrenta

Em frente a loja da Tramontina fica esta queijaria MA RA VI LHO SA. Salames e queijos especialíssimos voê encontra lá e é possível provar tudo antes de comprar. Eles embalam numa caixinha pronta para despachar no avião. 

 

 

Hospedagem em Bento: ficamos no hotel Laghetto Viverone Bento e gostamos.

 

Nova Petrópolis

 

Nova Petropólis é extremamente charmosa e o grande diferencial é a Praça das Flores (foto da capa do post). A praça é impecável, e, como o próprio nome sugere, é mega florida. A praça conta com um sensacional labirinto verde, feito de ciprestes com 2 metros de altura cortados como cerca viva e plantados em círculos, diversão garantida para quem aceita o desafio. 

 

Canela e Gramado

 

Existem dezenas de parques e opções em Canela e Gramado e a cada ano que passa surgem ainda mais atrações.  Falarei apenas dos locais que fui nesta viagem e que acho que valem a visita, ok?

 

Canela

 

Bondinho – Cascata do Caracol

 

 

A cascata do Caracol é linda e imperdível. A novidade (para mim que não ia lá há desde 2009), é que agora existe o bondinho para ver a queda d’água. O passeio é super bacana e custa na faixa de R$40,00 por pessoa.  No local onde o bondinho sai, também é possível fazer tirolesa.

 

 

Ecoparque Sperry

 

 

O Ecoparque Sperry é um lugar lindo e ideal para quem curte contato com a natureza. O local conta com 20 hectares em meio a mata atlântica, banhados por três cursos de água. As trilhas são auto interpretativas, fáceis, e com extensão média de 2km. Entre as trilhas é possível ver as cachoeiras e quedas d’águas que são lindas.

 

 

Valor: O custo de entrada é de R$12,00 para adultos e R$6,00 crianças e não aceitam cartão de crédito ou débito, apenas dinheiro.

Ao final do passeio, você estará faminto e o local conta com um restaurante delicioso chamado Bêrga Motta. O restaurante é cheio de charme e fica no meio da floresta. Obs.: também aceita apenas dinheiro.

 

Cervejaria Farol

Aos cervejeiros de plantão, fica a dica deste local. Um bar/cervejaria/fábrica de cerveja totalmente artesanal, com decoração descolada, onde se pode fazer um tour para conhecer melhor sobre a produção artesanal e uma degustação de três tipos de cervejas fabricadas no local. Ideal para uns petisquinhos acompanhados de uma boa cerveja.

 

Alpen Park

É um parque de diversão voltado para crianças. O que chama  a atenção dos adultos é a atração “trenó”. O trenó comporta até duas pessoas e pode chegar até 40Km/h.

Valores: O Alpen Park dá a opção de comprar o ingresso de apenas uma atração ou adquirir passaportes com um pacote de atrações.

Os custos variam de R$ 70 a R$ 80 para os passaportes. O Trenó custa uma média de R$28,00 a R$40 (duplo).

 

 

Gramado

 

O ideal em Gramado é aproveitar a boa gastronomia. Confira post com restaurantes imperdíveis!

 

Snowland

O snowland é para obrigatória para quem vai a Gramado. É o primeiro parque de neve das Américas e conta com atrações imperdíveis. Lá é possível patinar no gelo, esquiar na neve, andar de “esqui bunda” (lá eles chamam de tubing), brincar em uma espécie de “bate bate” no gelo, brincar em um simulador 7D de esqui, entre outras opções.

 

 

 

Na neve, a temperatura chega a -5 graus Celsius.

Valores: A entrada custa uma média de R$120,00 (os valores alteram de acordo com a temporada).

Dica: baixe o app do Gramado Blog e ganhe 10% de desconto em sua entrada.

Observação: Este é o valor de acesso ao parque. Caso deseje esquiar, é preciso pagar uma taxa de R$40,00 para aluguel do material. Caso precise de aulas, mais uma taxa é cobrada.

 

Lago Negro

Local lindo, romântico e parada obrigatória para quem vai a Gramado a primeira vez. Os pedalinhos em formato de cisnes são uma grande atração no lago.

 

 

Mini Mundo

O mini mundo é um parque ao ar livre composto por réplicas de prédios de várias partes do mundo, ricos em detalhes e baseados em seus projetos originais. Para animar ainda mais a criançada, personagens e historinhas foram criadas em meio as construções.

Valor: R$24 adultos, R$15,00 crianças.

 

Carro alugado: Infinity Cars - excelente serviço.

Hotel Gramado: Pousada Bella Terra. Excelente localização, na Avenida Borges de Madeiros, principal rua de restaurantes e lojinhas em Gramado. Adoramos o serviço. 



Esse artigo foi lido 3030 vezes!

Sobre o Autor

Ana Carla Gameleira

Psicóloga clínica e nas horas vagas viajante. Acompanhem minhas fotos no Instagram: @relatosdeviagens


Veja Também