Dicas da fascinante ilha de Bali

  • 22 de setembro de 2016


Ilha paradisíaca. Tenho certeza que ao ler isso alguns lugares vieram a sua mente, e com certeza Bali está na lista. Quem nunca sonhou em conhecer essa pérola da Indonésia?

 

Não deixem de ver nossas dicas de BALIGILI ISLANDS e LOMBOK

 


Areias brancas, mar azul, floresta tropical, cachoeiras, terraços de arroz, cheiro de jasmim, povo hospitaleiro, tudo isso num lugar conhecido como Ilha dos Deuses, não tem como não sonhar.



E ainda tem mais. Bali reserva cultura, culinária maravilhosa, além de ser a meca do surfe mundial. Sim, o sonho de 11 entre 10 surfistas é surfar as ondas que desenhavam nos cadernos quando criança.

 


Pronto! Misture tudo isso a espiritualidade do local e vá para Bali já! 

 

Com grande maioria da ilha Hindu, religião aqui é algo que contagia, até nos pequenos detalhes. Dentro todas as casas tem um templo, mesmo que pequeno. E você vai ver oferendas em frente a todas entradas de casas e lojas, colocadas no chão, para afastar os maus espíritos e ofertar para a natureza. Elas são trocadas diariamente, e fazem parte do clima da ilha, dando um cheirinho especial no ar. Bali tem cheiro de Bali.



A Ilha dos Deuses é guardada por 6 templos que a cercam, fazendo a proteção da ilha. E de um, é possível avistar o próximo. Imaginem que cada templo fica na costa, num cenário cinematográfico! A visita ao Pura Tanah Lot e Pura Luhur Uluwatu são obrigatórias, especialmente no pôr do sol.

 


Além dos templos que protegem a ilha, aos pés do Monte Batur (o vulcão de Bali, que vale uma escalada para ver o nascer do Sol) fica o Pura Besakih, o maior templo hindu de Bali. Conhecido como "Mãe de Todos os Templos", nós tivemos a oportunidade de ir num domingo de lua cheia e sentir toda aquela energia foi demais!

 


O Pura Besakih dá para fazer num bate e volta de Ubud. A cidade queridinha no coração da floresta tropical da ilha. Sabe aquela parte do "amar" do livro/filme Comer, Rezar, Amar? Foi aqui mesmo.

 

Essa cidade transpõe um sentimento de paz. Com muitos artistas, templos, um centrinho super gostoso, dentro de uma atmosfera verde. Verde da mata, dos coqueiros, do santuário dos macacos e dos terraços de arroz. Vamos lá, um de cada vez. Rsrs

 

Os hotéis aqui já são um espetáculo a parte. Especialmente as guesthouses. Ficamos em uma que tinha uma piscina virada para a mata, sensacional! E super barato. Barato de verdade! Ketut Liyer's Guesthouse. 

 

 

Uma ida a Sacred Monkey Forest é obrigatória e super divertida. Também se perder pelo centrinho de Ubud, Art Market e o Pura Taman Saraswati é se encantar com a vibe da cidade. Tiramos um dia e fomos numa trilha almoçar no meio dos campos de arroz, e que coisa mais maravilhosa! Não só a vista como também a comida! Lembrem desse nome: Sari Organik. #inlovewithubud

 

 

Nos arredores de Ubud tem tantas coisas para fazer que é até difícil escolher! Alugue uma scooter e seja feliz. Nosso top 3 é: Terraços de Arroz Teggalalang, Cachoeira Tegenungan e visita a uma fazenda do café Kopi Luwak (paramos na Bali Pulina para provar o set de cafés e ainda por cima ter uma vista linda para os terraços de arroz). Em uma palavra: INCRÍVEL! Não esquecendo claro dos móveis artesanais que são feitos na região e dá vontade de levar T-U-D-O pra casa! ??

 

 

Mas nem só de mato vive o homem, não é verdade?! Agora chegamos na parte ainda mais paradisíaca da ilha (sim, é possível). Praias! E nós somos dois ratos de praia. Madu do sol e Thiago do sal. Vou escrever em tópicos as regiões e as que mais gostamos.

 

 

• Região de Uluwatu: preparem as pernas para escadarias gigantes para descer os cliffs e chegar nas praias. Muito surfe, praias sensacionais, uma vibe relax incrível! Vale se hospedar por aqui e conhecer uma por uma! Além de muitos restaurantes, bares e festa. Praias: Uluwatu, Padang Padang, Dreamland ??, Thomas Beach, Bingin, Balangan, Nyang Nyang e Green Bowl.

 

 

 

• Região de Nusa Dua: flatlands, aqui é chegar e cair no mar. Área dos resorts de Bali, dos esportes aquáticos, de praias extensas de areia fininha e mar calmo. Um pouco mais cara que as demais regiões da ilha, mas vale um passeio por aqui. Praias: Nusa Dua, Tanjung Benoa e Geger Beach.

 

• Semyniak e Jimbaran: Duas áreas que concentram muitas baladas, night life, bares e restaurantes. Não ficamos hospedados aqui, mas vale super a pena ir para Jimbaran ver o por do sol sentado em um restaurante ou bar com o pé na areia, na beira da praia. Semyniak é mais cheia, e conta com todos os tipos de culinária que quiser escolher.

 

 

• Kuta: ficamos um dia e foi o suficiente para chegar a conclusão que essa parte distoa do restante das demais. Praia lotada, suja, sem nenhum valor cultural e pessoas te oferecendo drogas o tempo todo. Não curtimos nem um pouco e saímos de lá rapidinho.

 

Além dos atrativos naturais de Bali, um salve para os culturais que mexeram com nosso coração:
 

• Centro Cultural Garuda Wisnu Kencana: um parque cultural com também danças típicas. Vale a visita se estiver pela região de Uluwatu e Jimbaran.
 

• Kecak Dance: dança típica balinesa. Onde ver: Pura Luhur Uluwatu e em Ubud.
 

 

• Massagem Balinesa: reserve 60 minutos de seu dia e relaxe!

 

E o quesito culinária merece um capítulo a parte só para ele. Provar o tradicional Nasi Goreng (arroz frito que é café da manhã, almoço e jantar para qualquer Balinês), Mie Goreng, Chicken Satay, Gado Gado e Sweet and Sour Sauce. Tudo mistura doce, salgado e picante. Uma explosão de sabores.
A ilha é recheada de restaurantes e bares para todos os bolsos e gostos. Separamos uma listinha dos que mereceram um destaque especial para a gente.

 

 

• Comida Balinesa
Biah Biah + - Ubud $
Casa Bella - Nusa Dua $$
Warung Heboh - Uluwatu (entrada de Bingin Beach) $

 

• Comida Contemporânea
Sari Organik - Ubud (Vista para os campos de arroz) $

 

• Comida Brasileira (sim, chegamos na Indonésia desejando aquele bife acebolado com arroz e feijão)
Warung do Hugo - Uluwatu $


• Bares
Single Fin - Uluwatu $$ 
Rock Bar Ayana Resort - Jimbaran $$
Reggae Night aos Sábados - Padang Padang $

 

Bali tem muito mais ainda a oferecer, mas vai ficar para uma próxima viagem. E em breve, porque surfistas ficam com o Indodream na cabeça e Thiago é um desses. Rsrsrs

 

Saímos da ilha dos deuses de coração partido, mas ansiosos pelo próximo mergulho, ooops, destino: Ilhas Gili.
 




Sobre o Autor

Laion e Madu

Conheçam o mundo sob a ótica do casal Laion e Madu do @projetodeboa


Veja Também