Ica, Paracas e Huacachina: dicas e passeios

  • 01 de fevereiro de 2017


Depois de dias incríveis em Lima, capital do Peru, e em Cusco, região que é porta de entrada para conhecer o Império Inca, seguimos caminho para a cidade de Ica que fica localizada no Sul do Perú a mais ou menos 5 horas de ônibus de Lima.
 
 
Não deixem de ver nossos Guias de Lima , Cusco e Machu Picchu.
 
 
A região já é há vários anos um destino turístico bastante procurado pelos turistas estrangeiros (americanos, europeus e asiáticos), contudo, somente há alguns anos vem sendo procurada pelos brasileiros! 
 
 
 
 
Os pontos alto da região são: o Oásis de Huacachina e o passeio nas dunas com os tubulares; suas vinícolas de vinho e pisco; a Reserva Nacional de Paracas e as Islas Ballestas, um dos locais com maior quantidade de aves e animais marinhos da américa do sul.
 
 
Como ir para região de Ica, Paracas e Huachachina:
 
 
Não existem voos para região. A melhor opção para se chegar até Ica é através de ônibus. Várias empresa fazem esse percurso. Compramos a nossa passagem com a empresa Cruz del Sur. O trajeto entre Lima (estação Javier Prado) até Ica custou 65 soles na primeira classe (poltronas que parecem primeira classe de avião) e tem duração média de 4 horas e 20 minutos. O trajeto é bem tranquilo e dá para ver como o Peru é um país muitoooo pobre em seu interior. Passamos em diversos povoados, todos eles bem simples e quase sem nenhuma estrutura. 
 
 
Outra opção seria alugando carro, entretanto, depois do que vimos em Lima que parece na verdade o trânsito da Índia não indicaria alugar carro nem para meu pior inimigo, rsrs.
 
 
Da rodoviária até Huacachina o táxi custa em média 10 soles. Prepare-se para embarcar em um Tuk Tuk ou em um microtáxi. Os táxis maiores são o dobro do preço e são bem escassos na região.
 
Tuk tuks do Perú.
 
 
Quando ir para Ica, Huacachina e Paracas:
 
 
A região recebe turistas todo o ano e todos os passeios são realizados de janeiro a janeiro. 
 
 
Passeio pelas Islas Ballestas.
 
 
Fomos na época do Reveillon e não recomendamos! A cidade estava lotada, bastante suja e com bares e boates funcionando até altas horas da madrugada o que foi um grande incômodo para dormir. Recomendo pesquisar o calendário local para evitar essa situação. No dia que fomos embora tudo já havia voltado ao normal e observamos uma outra Huacachina, muito mais tranquila e menos tumultuada do que a que conhecemos assim que chegamos um dia após o Reveillon.
 
 
Onde fica em Huacachina: 
 
 
A região de Ica possui vários hotéis, pousadas e albergues. Existem três locais onde eu recomendaria ficar. O primeiro é na região onde ficamos que é no Oásis de Huacachina, a segunda opção seria na Vinícola Queirolo (12 km de Huacachina - vejam nosso Post sobre esse lindo hotel) e outra opção seria para quem procura luxo na cidade vizinha de Paracas em um dos seus vários resorts.
 
 
Em Huacachina ficamos no hotel El Huacachinero que é considerado o melhor da região. O hotel é muito bem localizado, com quartos amplos e uma boa área de lazer! Pontos negativos: café da manhã sofrível com pouquíssimas opções, wi-fi instável e passeios com o dobro do preço das agências.
 
 
 
 
Para quem procura conforto e tranquilidade uma ótima opção é o Hotel Viña Queirolo, primeiro hotel do Peru localizado dentro de uma vinícola. O local é muito bonito e aconchegante e dele é possível fazer todos os passeios da região (vejam nosso Post).
 
 
Vinícolas do Perú.
 
 
Em Paracas existem vários hotéis. Desde pequenos albergues até hotéis de luxo. Se você é do tipo que não dispensa um hotel de luxo recomendo ficar hospedado nesta região e fazer os passeios de bate e volta até Ica e Huacachina.
 
 
 
 
O que fazer em Ica, Paracas e Huacachina:
 
 
Passeio de tubulares nas dunas de Huacachina: o passeio é feito por uma espécie de bugre grande e é realizado todos os dias. Indicamos fazer no final da tarde por volta das 17 horas para ver o espetáculo do pôr do sol no deserto. O passeio custa em média 35 soles. Na cidade existem várias empresas que fazem o passeio! Fizemos o nosso com a empresa Desert Travel e gostamos do serviço prestado.
 
 
Deserto de Huacachina.
 
 
O passeio tem duração de um hora e possui bastante adrenalina! As dunas são imensas e os pilotos fazem diversas manobras! O carro aparenta ser bem seguro. Durante o passeio tivemos duas paradas. Uma para fazer o Sandboard (esqui nas dunas) e outro já no final para admirar e tirar fotos da laguna de Huacachina.
 
 
 
 
Passeio para Isla Balletas e da Reserva Nacional de Paracas: esse é um dos passeios mais procurados da região. Custa 65 soles e sai às 7:00 da manhã e volta às 16 horas. Vejam nosso post sobre o passeio.
 
 
Passeio de barco nas Islas Ballestas.
 
 
Tour das vinícolas de vinho e pisco: esse passeio está dentro do City tour de Ica. Nele é possível além de conhecer as principais atrações da cidade, conhecer duas viñas produtoras de vinho e pisco do Perú. Entre elas está a Vinícola de Tacama, a mais antiga da América do Sul. Passeio custa em média 25 soles e tem duração de duas horas.
 
 
 
 
Linhas de Nazca: trata-se de um sobrevoo sobre as linhas de Nazca! Custa 120 dólares se feito a partir de Nazca ou 200 usd se realizado desde o aeroporto de Ica. Durante o sobrevoo é possível observar diversas imagens que não se sabe ao certo a origem. Não fizemos esse passeio por dois motivos: não tivemos tempo e achamos na época o valor exorbitante.
 
 
Foto de Rafael Lombartz.
 
 
Laguna de Huacachina: esse local é um verdadeiro oásis no meio do deserto. Essa cidadezinha fica no meio das dunas. Lá existem vários tipos de hospedagens, alguns restaurantes e algumas lojinhas, tudo isso cercado por um agradável calçadão em formato de U. 
 
 
Lagoa de Huacachina.
 
 
Do alto das dunas é possível ter uma visão panorâmica da cidade com uma visão privilegiada de toda laguna.
 
 
 
 
Foi nesta região que ficamos hospedados e é de lá onde saem os passeios de tubulares. 
 
 
Onde comer em Huacachina:
 
 
Não vá achando que Huacachina possui toda aquela alta gastronomia de Lima e Cusco. Muito pelo contrário, a cidade possui apenas alguns restaurantes e eles são apenas suficientes para fazer uma refeição normal. Comemos no Huaca Fucking China, Bolepo e no Hotel Huacachinero que pareciam ser os melhores da região, mas a culinária é bem simples e o atendimento não é tão qualificado como nas cidades com maior estrutura.
 
 
Nosso roteiro por Ica, Huacachina e Paracas:
 
 
Optamos por passar 3 dias na região, mas indicaria 4 para fazer todos os passeios, inclusive, o voo das linhas de Nazca que infelizmente não fizemos. Ficamos dois dias em Ica (um dia para aproveitar a cidade e outro para fazer o passeio das Islas Ballestas + Reserva de Paracas) e um dia na Viña Queirolo aproveitando todas as programações do lindo hotel.
 
 
Vejam nosso vídeo com os melhores momentos da cidade e aproveitem e assinem nosso canal do YOUTUBE.
 
 
Em que pese o contratempo de ter ido em uma época bastante "badalada" adoramos ter conhecido Ica e Paracas. O local é repleto de belezas naturais bem diferentes do que estamos acostumados a ver e com certeza indicamos para todos alguns dias de viagem por esta região do Perú. 
 



Sobre o Autor

Marcio Vital Valença

Advogado e explorador do mundo nas horas vagas. Conhece mais de 45 países em todos os continentes. Instagram @marcionomundo


Veja Também