Dicas de Paraty: um paraíso no Rio de Janeiro

  • 04 de maio de 2017


Paraty é um encanto de cidade. Estávamos em São Paulo e resolvemos pegar o carro e seguir até essa cidade tranquila, pacata e acolhedora. Lá fomos nós. Pegamos a estrada, colocamos o GPS para pegar a Rodovia Rio-Santos e fomos desbravando as paisagens do litoral paulista em direção à Paraty, no Rio de Janeiro.

 

Nossa primeira parada foi em Ubatuba(mas não vamosdetalhar todas). Por lá acontecem inúmeros campeonatos de surfe, nacionais e internacionais, e suas ondas são tidas com das melhores do país. 

 

 

 

De volta ao carro, seguimos que ainda tínhamos alguns km até nosso destino. Dirigimos por mais alguns km, o tempo começou a melhorar e, de repente, avistamos uma paisagem encantadora, bela, mágica. Imediatamente, lógico, busquei um lugar seguro para encostar o carro e poder apreciar o paraíso à minha frente. Que imagem! Que sensação!

 

 

A vontade era de ficar ali o dia inteiro contemplando esse verde imenso e lindo. Que visual!

 

 

Apesar da vontade, Paraty nos esperava e tivemos que “acordar” e voltar para o carro, mas quase fomos procurar um local para pernoitar. Resistimos! rs.

 

Seguimos viagem, descemos a serra íngreme – essa é a parte ruim da viagem – que necessita de bastante atenção, porque não é difícil encontrar carros que colidirão com outro ou com algum obstáculo nas descida ou subida. Portanto, todo cuidado é pouco!

 

Depois de algumas horas e de superar a descida, somos recompensados com a querida cidade de Paraty. Pequena, agradável, com um ótimo clima, muita história e pessoas simpáticas que estão acostumadas a receber turistas do mundo inteiro. Na cidade, por exemplo, acontece a famosa Festa Literária Internacional de Paraty - FLIP.Estivemos lá uma semana antes e só se falava nisso na cidade. Um clima de muita cultura e literatura já tomava conta dos moradores e visitantes. 

 

 

Ficamos numa pousada um pouco afastada do centro, a 1,5km, na Praia de Jabaquara, chamada Chalé Recanto da Praia. Diária por R$ 150,00 o casal. O local é simples, mas bastante aconchegante. Pra nós, que estávamos de carro, foi muito legal. 

 

Detalhe: Se você está indo sem carro, recomendamos ficar hospedado no centro histórico. É melhor!

 

 

 

A pousada tem um clima bem residencial, um bom café da manhã, os funcionários são atenciosos e não há sinal de barulho por lá. Quem gosta de acordar cedo, tem a possibilidade de caminhar um pouco na praia de Jabaquara que fica a 200m. 

 

 

Não fomos no verão, então, quase todos os dias pegamos o céu nublado, mas em nada atrapalhou o nosso passeio, até porque, Paraty tem muita coisa legal para fazer independentemente do tempo.

 

Por falar nisso, quando chove na cidade, acontece uma coisa bem legal na rua que é a formação de poças de água que oferecem a oportunidade de uma boa fotografia utilizando-as.

 

Paraty tem uma arquitetura muito legal. Das melhores coisas é sair caminhando por suas ruas de pedras - que sobrevivem da época do Brasil império - e ir conhecendo suas lojinhas, seu artesanato, seus restaurantes com ótimos pratos, etc. Portanto, a palavra de ordem é caminhar!

 

 

A arquitetura do lugar é muito agradável. Nos traz uma leveza, um estilo bem de minissérie de Tv.

 

 

Paraty também é cercada por várias ilhas e existem passeios diariamente de barco para conhecer essas belezas naturais. Vale a pena dar uma volta nos arredores e explorar a natureza que a envolve.

 

 

São lindas paisagens e uma natureza calma e tranquila.

 

 

 

No cais há grande concentração de pessoas todos os dias. De lá, saem os diversos passeios que circulam pelas praias e ilhas da região. Custa R$ 50,00 por pessoa, com 4 paradas e duração de 5 horas, aproximadamente. Se quiser, também pode fazer um passeio personalizado com o preço a combinar com o dono da embarcação. 

 

 

 

À noite também é momento de caminhar e curtir os interessantes restaurantes que existem na cidade, além de continuar contemplando a natureza.

 

Deixamos aqui algumas sugestões gastronômicas: VoilaBistrot, Banana da Terra, Celeiro, Margarida café e Café Pingado. Gostamos de todos. Vale a pena!

 

Para quem gosta de aproveitar a noite com mais agito, sugerimos o Paraty 33, uma das casas mais badaladas da cidade, com música ao vivo e muita gente bonita e animada. Fomos conhecer e gostamos!

 

Antes de irmos para o hotel, fomos dar uma última caminhada pelas ruas do centro histórico apreciando seu charme e arquitetura. 

 

 

 

Esse foi nosso passeio pela encantadora Paraty. Espero que gostem!



Esse artigo foi lido 24314 vezes!

Sobre o Autor

Juliano Pessoa

Juliano Pessoa Sou Advogado, Administrador de Empresas Especialista em Marketing e apaixonado por fotografia, cultura, arte em geral e viagem. Meus contatos: Site: www.julianopessoa.com Facebook: www.facebook.com/adv.julianopessoa Instagram: @juliano_


Veja Também