Uma viagem por Atenas, Santorini e Zakynthos

  • 29 de abril de 2018


Primeiramente quero agradecer ao Márcio pelo convite para escrever aqui no blog! Vou falar de um destino que é um sonho pra muita gente, como era pra mim: Grécia. A Grécia é um destino fantástico para quem curte História e natureza, além de ter um povo super simpático, uma culinária deliciosa e, melhor de tudo, preços baixos em relação a outros países europeus. Fui em junho de 2015, e a viagem durou 10 dias.

 

 

 

Existe a Grécia continental e dois grandes grupos de ilhas, as do lado direito do continente, chamadas ilhas Cíclades, e as do lado esquerdo, as ilhas Jônicas. Não existe transporte direto de uma ilha Cíclade para uma Jônica e vice-versa. É necessário voltar para Atenas. Ou seja, o ideal é fazer ilhas do mesmo lado, para facilitar o deslocamento. Falei tudo isso, mas no caso encasquetei com Santorini e Zakynthos, duas ilhas em lados opostos. E fiz a viagem desse jeitinho aí hahaha.

 

O roteiro foi assim:

  • chegamos a Atenas à noite, passamos o dia inteiro lá. Fomos direto conhecer a Acrópole e o Olimpo, claro!

 

 

Recomendo pegar hospedagem perto dela, pois os outros são próximos. E vale super a pena uma caminhada pelas ruas de Atenas né? À noite pegamos um voo de 50 minutos da Ryanair para Santorini. Há a opção de ir de ferry também, porém era mais caro e mais demorado.

 

  • em Santorini passamos 3 dias completos. Achei muito bom alugar um carro, pois não vi ônibus lá e os táxis não são baratos. Atenção para as ruas super sinuosas, mas num geral é muito fácil o deslocamento, não tem como se perder.

 

 

O centro de tudo é Fira, e a melhor cidade para se hospedar. Mas no fim da tarde todo mundo se desloca para Oia para assistir ao por do sol.

 

CONHEÇAM E RESERVEM OS HOTÉIS DE SANTORINI CLICANDO AQUI.

 

Um detalhe interessante de Santorini: comer em um restaurante com vista para o mar maravilhoso sai o mesmo preço de comer dentro de um shopping ou em um lugar sem vista nnehuma.

 

 

Além de passear pelas lojas de joias, experimentar o queijo fetá e a Moussaka grega(uma espécie de lasanha com berinjela e carne moída), fotografar as lindas igrejas brancas, comer em restaurantes deliciosos com vista para o mar, e ver o sol se pondo na água, vale a pena conhecer as praias lindas e geladas: Red Beach, Perissa e Kamari. O mar das duas últimas é super claro,mas como o fundo é de pedrinhas pretas, não fica tão transparente de longe.

 

Trilha do Vulcão.

 

Perissa

 

E o famoso passeio de barco, para ir até o vulcão de Santorini, depois pular no trecho com a água mais quente da ilha, e terminar assistindo ao por do sol de Oia de camarote.

 

 

Na noite do 3º dia pegamos o avião para Atenas, onde passamos mais um dia. Recomendo, depois de fazer o circuito Grécia Antiga rs, passear pelos bairros de Plaka e Thissio, são super bonitinhos, arrumados, com lojinhas e cafés fofos. Caminhada super agradável. Ao fim da tarde, paramos em um por lá com vista para a Acrópole.

 

Após duas noites em Atenas, partiríamos para Zakynthos. Existem voos entre as duas, mas era bastante caro, então resolvemos ir de ferry,. O ferry não parte de Atenas, mas sim de Kilini, a quase 300 km. Para chegar a Kilini, pegamos um ônibus do hotel até a estação de Kifissou em Atenas, que é uma espécie de rodoviária. Lá compramos as passagens de ônibus para Kilini. No verão a empresa já vende a passagem de ônibus combinada com o ferry para Zakynthos, que sai a cada 40 minutos. Não conseguimos descobrir os horários dos ônibus para Kilini, então acordamos cedo e fomos. Fizemos com a Ionian Ferries e foi 33 euros por pessoa.

 

 

A grande atração da ilha é a praia do Navagio, onde tem um navio que, dizem, encalhou por lá com uma carga contrabandeada. Assim que chegamos corremos logo pro mirante, que é lindo demais!

 

 

Muita gente faz apenas esse passeio, no dia que chegamos e no anterior o passeio não tinha saído porque choveu, e no dia seguinte também não saiu porque tinha muita onda! O rapaz que fazia os passeios disse pra irmos às Blue Caves e, no dia seguinte, se o passeio saísse, iríamos à Navagio e às Blue Caves novamente, pagando um passeio só! Claro que topamos hehe

 

No último dia o passeio pra Navagio saiu!, e lá fomos nós de novo. A água tem um azul indescritível que nunca vi em lugar nenhum! Como nos dias anteriores o passeio não havia saído, a praia estava cheia. MUITO cheia.

 

 

Ainda assim vale a pena né?

 

 

A ilha é toda muito linda, casinhas, restaurantes, tudo florido, e as praias são maravilhosas! Também alugamos carro, achei imprescindível, e vale avisar que as estradas são ainda mais curvas do que em Santorini! Nos hospedamos perto do Porto Agios Nikolaos, existem dois portos que fazem o passeio da Navagio e da Blue Caves, esse e o porto Vromi. Gostei muito da minha localização!

 

Praia do Porto

 

A maioria se hospeda no centro, em Tsilivi ou Laganas, que são o centrinho da ilha. Não gostamos de lá por ser mais cheio, e a praia não era das mais bonitas. Mas vale se vc quiser ir jantar a pé, por exemplo, ou ir a um barzinho à noite. A gente queria mais era explorar a ilha mesmo!

 

VEJAM OS PRINCIPAIS HOTÉIS DE ZAKYNTHOS CLICANDO AQUI.

 

Na terceira noite em Zakynthos, pegamos o avião de volta para Roma para então voltar ao Brasil e curtir a depressão pós viagem hahah. Espero que tenham curtido o relato!

 

 

 

Sigam a Autora no Instagram @viagensdamarcela .



Esse artigo foi lido 4279 vezes!

Sobre o Autor

Marcela Morais

Natalense que já foi brasiliense e paraibana, no momento morando na Bahia. Médica, apaixonada por sorvetes, viagens e pelo marido.


Veja Também