Chiang Mai - dicas de uma das cidades mais fascinantes da Tailândia

  • 11 de fevereiro de 2016


Atendendo, com alegria, ao gentil convite do amigo Márcio, falarei um pouco sobre um destino ainda não muito explorado por brasileiros, mas que, em minha modesta opinião, merece ser urgentemente ser visitado: Chiang Mai!!

 

Existem lugares cujos principais atrativos são fáceis de se identificar. Para o Caribe são as praias; para Cuzco é sua fascinante cultura; para Bariloche suas montanhas nevadas.

 

Entretanto, não é tarefa tão simples explicar porque você deve conhecer Chiang Mai. Isso ocorre porque o que faz tão especial a visita a essa cidade tailandesa não é nada físico, tangível. Vou tentar explicar.

 

É a mistura da simpatia do seu povo, com a beleza de sua cultura, a imponência dos seus mais de 300 templos, sua marcante culinária e a sensação de paz reinante em todo os lugares que faz a experiência de Chiang Mai ser realmente única.

 

 

Todas as pessoas que conheço, que tiveram a oportunidade de visitar essa cidade, foram unânimes: Chiang Mai possui uma energia ímpar!

 

Considerada a capital cultural e espiritual do norte do país, Chiang Mai é a segunda maior cidade da Tailândia e fica no caminho dos viajantes que seguem em direção ao Laos. Está situada a cerca de 800kms de Bangkok e é facilmente acessível de avião, ônibus e trem.

 

Ah, é necessário fazer um registro logo de início; mesmo com a alta do dólar, viajar na Tailândia pode ser muito barato, e em Chiang Mai ainda mais barato que outras cidades da Tailândia!

 

Se você não tiver muitas restrições em se alimentar de comida de rua, e dividir quarto com outros viajantes, se prepare para viver com menos de R$50,00 por dia!! E pode ficar tranquilo que com esse valor é possível ter comida de primeira e dormir confortavelmente! Por ser uma cidade bastante procurada por mochileiros de todo o mundo, Chiang Mai possui uma oferta bastante interessante de albergues. Recomendo fortemente o albergue Spicy Thai, cujos proprietários Noom e Pong sabem como transformar a estadia de mochileiros em uma experiência memorável (www.spicyhostels.com)!

 

Se, diferentemente, dividir banheiro não é o que você espera em sua viagem, Chiang Mai também não decepciona! Os diversos hotéis boutiques espalhados pelo centro da cidade oferecem serviço de altíssimo nível por preços comparáveis a pousadas bem mais modestas no Brasil. Indico o hotel Tamarind Village, que, por menos de 400 reais, oferece serviço impecável, além de um café da manhã excepcional (incluindo uma excelente salada de frutas com lichia e pitaya).

 

 

Ok, você já tem onde ficar, agora resta saber o que fazer nessa cidade.

 

Chiang Mai é bastante conhecida por ser um polo de atividade de ecoturismo. No próprio hotel ou albergue onde você estiver hospedado será possível escolher o que deseja fazer no dia seguinte: canoagem, moutain bike, rafting, trekking, tiro esportivo são algumas das atividades oferecidas. Uma opção legal é fazer um trekking nas montanhas que leva até um vilarejo situado bem próximo à fronteira da Birmânia, onde é possível ter contato com a interessante cultura do povo Karen. Se prepare para caminhar bastante, e ser recompensado com belas experiências! Esse passeio é oferecido por diversas empresas de turismo instaladas na cidade.

 

 

 

Uma outra experiência imperdível e, decididamente, muito marcante, é visitar um santuário de elefantes. Uma primeira observação que tem que ser feita é que existem fazendas e “fazendas” de elefante. Várias empresas oferecem passeios de elefantes que consistem, basicamente, em subir em um animal, tirar fotos com ele e dar uma voltinha rápida. Muitas vezes essas empresas submetem os elefantes a alimentação inadequada e a várias outras formas de maus tratos. Não recomendo esse tipo de passeio!

 

Por outro lado, existem algumas fazendas que desenvolvem uma trabalho de recuperação de animais submetidos a maus tratos e com problemas de saúde. São chamados de santuários de elefantes. Existem alguns santuários que oferecem um programa de “adoção” de elefante por um dia. Tive a oportunidade de participar duas vezes do programa da Patara Elephant Farm (www.pataraelephantfarm.com - custa 5.800 baht, cerca de R$550,00), e garanto que é uma das experiências mais legais que já tive!

 

 

O programa começa logo cedo.  Ao chegar na fazenda, o responsável conversa um pouco com você e com base nas impressões que ele tiver ele escolhe o seu elefante! Como chegamos mais cedo, tivemos a oportunidade de brincar com os bebês elefantes antes de começar o programa.

 

 

O passeio é legal, mas não tem moleza! Enquanto você banha, alimenta e inspeciona o elefante, o responsável pelo parque explica várias características e curiosidades bastante interessantes sobre o animal.

 

Depois das apresentações, chegou a hora de subir no bicho. Não pensem que é tarefa fácil. As vezes a gente erra.

 

 

Ops, lado errado!

 

Mas rapidinho a gente aprende, e aí fica muito legal!

 

 

Para os que gostam de provar a culinária local, um programa muito bacana é participar de um curso de culinária tailandesa! Você vai poder visitar um mercado local com um chef tailandês, aprender alguns segredos dessa cozinha e ainda, de quebra, provar tudo o que cozinhou! Existem diversos deles na cidade. Participei de um oferecido pela Smart Cook (http://www.smartcookthailand.com/ - custa 1200 bath, cerca de R$115,00)

 

 

Conhecer os belíssimos templos budistas espalhados por cada canto da cidade é um dos pontos altos dessa viagem! A riqueza dos detalhes em cada canto dos prédios e das esculturas é fascinante! Merece destaque, dentre esses templos, o Wat Phra That Doi Suthep, que fica localizado no alto das colinas que ficam acima de Chiang Mai! Você terá que encarar alguns (muitos) degraus, mas a vista compensa!

 

 

 

Para os que gostam de aventuras e de um clima mais descolado, vale muito a pena dar uma esticada e conhecer Pai. Essa cidade é um grande ponto de encontro de mochileiros que viajam pelo sudeste da Ásia, muitos, inclusive, terminam ficando bem mais tempo do que o planejado. Você tem três formas de chegar lá: carro, van ou moto. A estrada que liga os 137 kms entre essas duas cidades possui vistas incríveis e é bastante conhecida por suas 762 curvas!! Para os aventureiros a melhor opção é alugar uma moto ou scooter e ir sem pressa curtindo a viagem!

 

Ah, e não esqueça de levar sua garrafa de gasolina!

 

Chiang Mai é um destino que agrada diversos estilos de viajante, proporcionando mais do que alguns dias de lazer, uma verdadeira experiência para levar para a vida inteira!

 



Esse artigo foi lido 4539 vezes!

Sobre o Autor

Vitor Andrade Monteiro

Servidor do TRE-AL, professor de Direito, Mestre em Direito Público pela UFAL e um apaixonado por viagens e novas culturas.


Veja Também