Siem reap: exótica, cultural e surpreendente

  • 26 de junho de 2016


O Camboja é um pequeno país que fica situado no Sudeste Asiático, pouco conhecido por nós brasileiros, contudo, recebe um número alto de turistas de origem asiática, europeia e americana.

 

O impressionante Templo Bayon.

 

O país é bastante pobre e passou recentemente por um grande genocídio! Dai surge a pergunta... O que um país pobre, situado na Ásia e que passou por uma guerra recente atrai tantos turistas?

 

A resposta é simples: Imagine uma cidade onde existiu uma das maiores civilizações do mundo com templos muito preservados + um local onde com 30 dólares por dia você  é rei + um povo que está sempre disposto a ajudar + um artesanato incrível + uma culinária surpreendente = CAMBOJA.

 

Crianças com roupas típicas da região.

 

Fomos para o Camboja depois de conhecer Bangkok, capital da Tailândia. Esse trecho custou menos de 50 usd e o voo teve duração de mais ou menos 40 minutos.

 

Siem Reap possui uma população de mais ou menos 200.000 habitantes. A cidade é a porta de entrada para o maior templo religioso do mundo, qual seja: Angkor Wat.
 

Templos perdidos no meio das florestas de Angkor.

 

Assim que chegamos no pequeno aeroporto de Siem Reap entramos na fila para tirar o visto que por sinal é bem tranquilo. Para maiores informações clique AQUI! (Tópico sobre o visto).

 

Depois que conseguimos nosso visto fomos para o nosso Resort. Praticamente todos os hotéis possuem o serviço gratuito de transporte do aeroporto para o hotel. Caso não tenha não se preocupe pois um Tuc tuc custa 5 dólares.

 

Onde se hospedar:

 

Siem Reap possui uma vasta rede hoteleira com diversos hotéis e pousadas. Os preços são incrivelmente baixos. Por 25 usd por dia é possível ficar em uma hotel com um ótimo padrão. Ficamos hospedados no Angkor Paradise Hotel e adoramos.

 

 

O hotel possuia uma excelente estrutura, com ótima área de lazer, quartos amplos. comida de primeira e funcionarios bastante anteciosos. Para maiores informações vejam nosso post específico sobre o hotel.

 

Reservem seus hotéis através dos nossos links (banners) do Booking que estão presentes no site! Ganhamos com isso uma pequena comissão e você não terá nenhum custo extra com isso! Apenas estará nos ajudando a postar todo esse conteúdo grátis. 

 

Como se locomover:

 

A resposta é simples: TUC TUC! Que nada mais é do que uma moto com um carinho onde é possível andar confortavelmente com até 4 pessoas. O TUC TUC é muito barato. As corridas custam 2 dólares ou 1 dólar por pessoa ser for mais de 2 pessoa.

 

Passeio de Tuc Tuc pelas ruas do Camboja.

 

Até para Angkor e para o Aeroporto o passeio é feito de Tuc Tuc! Para se ter uma ideia contratamos uma pessoa para ficar disponível conosco todo o dia e gastamos 15 dólares, menos de 4 dolares por pessoa. A pessoa ficou disponível o dia inteiro e só faltou nos beijar quando demos 5 usd de gorjeta.

 

Culinária:

 

A culinária do Camboja foi uma surpresa a parte! Na realidade fomos totalmente despretensiosos em relação a gastronomia da região, contudo, já no primeiro prato ficamos encantados. Os sabores e temperos são parecidos com o nosso. Eles usam muito coco e a decoração dos pratos são impecáveis.

 

Não temos nenhum restaurante em especial para indicar. Na Pub Street, rua mais badalada da cidade, possui inúmeras opções. Outro local que possui bons restaurantes é na galeria ao lado do Hard Rock Café. 

 
Principais atrações turísticas:
 

Siem Reap possui vários templos famosos, para quem gosta de cultura e é bastante detalhista recomendo 3 dias inteiros. Para quem vai apenas dar uma olhada no local dois dias inteiros são suficientes.

 

1) Angkor Wat - o conjunto de templos e edifícios da antiga cidade sagrada de Angkor é daquelas imagens que jamais sairão da cabeça daqueles que já visitaram ou já estudaram sobre a região. 

 

Foto de um dos principais templos do complexo.

 

Angkor fica situado a poucos quilômetros do centro de Siem Reap. É possível fazer diversos passeios no local. Acerte previamente com seu tuc tuc e veja o que mais se enquadra com seu roteiro. Escolhemos o Pequeno Circuito que passava pelos pontos turísticos mais famosos.

 

Foto no templo Bayon,

 

Compramos o ingresso na entrada do parque. Para maiores informações clique AQUI.

 

 
Uma dica imperdível é chegar bem cedo para pegar o nascer do sol em Angkor Wat. Veja com atenção o horário do nascer do sol e cheque no horário que as portas estiverem abrindo, pois o local é muito disputado. 

 

 

Os principais templos são: Angkor wat, Ta Prohm e o Templo Bayon. Para conhecer os templos indico levar água, repelente (não esqueçam de forma alguma pois os relatos de pessoas que pegaram malária são constantes), um lanche saudável e usar roupas leves!

 

 

Angkor Wat é o principal templo do complexo, sendo a maior construção religiosa do mundo! O templo é imenso e possui muitos detalhes esculpidos nas paredes. O templo foi inicialmente Hinduista e depois passou a ser Budista.

 

 

O segundo templo que mais me chamou atenção foi o Templo Bayon, formando por 54 torres, cada uma com 4 rostos. Um verdadeiro espetáculo.

 

 

Por fim, visitamos o templo Ta Prohm, bastante fomoso por ainda se manter em seu estado que foi achado, repleto de árvores gigantes. O local ficou mundialmente famoso por ter sido cenário do filme Tom Raider.

 

 

2) Pub Street  - rua cheia de bares e restaurantes situada no centro da cidade. É o ponto de encontro mais conhecido da cidade. O local possui diversos restaurantes e lojinhas. 

 

 

É interessante ir no início da noite quando a temperatura estiver mais sossegada e depois de um descanso de passar o dia todo desbravando em Angkor.

 

 

O local é muito animado e é o principal ponto de encontro da turma jovem. Vá com tempo pois o local é muito animado. Veja nosso post específico sobre o local.

 

3) Night Market – mercado próximo a Pub Street que vende de tudo, desde frutas até objetos de decoração. Os objetos de decoração do local são incríveis e muito baratos.

 

 

Compramos vários objetos de decoração na feira. Como em qualquer lugar da Ásia negociem bastante pois os preços costumam cair mais de 50% no final da negociação.

 

No local é possível fazer massagem tailandesa, comer comidas exóticas e tomar a cerveja local.

 

 

Para ter uma noção fiz a famosa fish massage (massagem feitas por peixes) tomando uma cerveja local e com wi fi por menos de 3 usd.

 

 

Vídeo com os melhores momentos da nossa viagem pelo Camboja:

 

 

Enfim, conhecer o Camboja, mais especificamente os templos de Angkor, foi uma das melhores experiencias da minha vida. Vale muito a pena incluir esse país no roteiro de quem pretende visitar o sudeste asiático.

 

E você, o que achou do post? Qualquer dúvida teremos o maior prazer em tentar ajudar!

 



Esse artigo foi lido 3683 vezes!

Sobre o Autor

Marcio Vital

Sou Advogado especialista em Direito Civil, Imobiliário e Trabalhista. Meu principal lazer é viajar e fotografar o mundo. Tenho um instagram que funciona como um microblog sobre minhas viagens e hoje conta com mais de vinte e cinco mil seguidores @marcion


Veja Também