Marcio no Mundo




Nosso passeio para Petra: uma das sete maravilhas do mundo


Publicado em 16 Out 17



Booking.com



A Jordânia é um país do Oriente Médio que faz fronteira com a Síria, Iraque, Arábia Saudita e com Israel. O país é bastante visitado por turistas do mundo inteiro e a sua principal atração é a região arqueológica de Petra que possui diversas obras esculpidas em arenito que sobrevivem ao longo de milhares de anos.

 

Vejam o vídeo com os melhores momentos desse destino e aproveitem e assinem nosso canal do youtube.

 

Petra ficou mundialmente famosa por ter sido cenário dos filmes "Indiana Jones e a Ultima Cruzada" e "Transformers 2". Na região também foram gravadas várias cenas da novela brasileira "Viver a Vida". Além disso,  a cidade possui muita história pois foi importante ponto entre a rota comercial entre a península arábica e a cidade de Damasco, na Síria. 

 

Leiam nossas dicas de TEL AVIV, JERUSALÉM, PETRA E EILAT.

 

 

Petra já fez parte do Império Romano e Bizantino, porém foi totalmente destruída por dois grandes terremotos e nunca mais se recuperou. Depois desses episódios a cidade ficou completamente perdida. Logo em seguida a cidade foi abandonada e ficou vários séculos perdida e somente voltou a ser redescoberta em 1812 pelo Suíço Johann Ludwing e no ano 1985 foi considerada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

 

Como fomos para Petra:

 

 

Para quem visita Israel existem diversas opções de passeios bate e volta para Petra de várias cidades (Tel Aviv, Jerusalém e de Eilat).  Sem dúvida a melhor opção de bate e volta para Petra é através de Eilat, balneário que fica no golfo de Aqba a poucos quilômetros da fronteira com a Jordânia a de 130 km de Petra.


Como estávamos em Eilat (veja nossas dicas de Eilat) contratamos um passeio com a empresa Tourist Israel e fomos conhecer Petra num tour de um dia e vamos contar todas os detalhes do nosso passeio. 

 

 

Inicialmente é importante ter em mente que existem vários passeios pela Jordânia. Existe o passeio de um dia que visita apenas Petra (foi esse passeio que contratamos); o passeio de dois dias que faz Petra é o deserto de Wadi Rum, e outros passeios que visitam outras cidade como a histórica cidade de Jaresh e a capital Amã. Os passeios são bem caros, mas vale cada centavo a visita. Pagamos na época cerca de 320 usd por pessoa pelo tour + taxas de visto + ingressos para o sítio arqueológico + almoço sem bebida.

 

Nosso Passeio em Petra:


A empresa Tourist Israel nos pegou pontualmente em nosso hotel em Eilat às 7:30 horas da manhã e fomos diretamente para a fronteira de israel com a Jordânia que fica a apenas 10 minutos do centro de Eilat. Passamos cerca de duas horas com nosso grupo na fronteira realizando o processo de imigração de saída de Israel e chegada na Jordânia. O processo é bem rígido e bem demorado a depender do horário do dia.


O visto da Jordânia custou na época 65 usd e é tirado no próprio local com necessidade apenas do passaporte. Todo o processo foi auxiliado com o nosso guia contratado para o passeio. Depois que atravessamos a fronteira e pisamos em solo jordaniano entramos em nosso ônibus e partimos em direção à Petra! 


Foram duas horas e meia de estrada. Grande parte no Deserto com belas paisagens! Durante o percurso fizemos uma parada em um local que vendia artesanato para ir ao banheiro e tomar um café. O artesanato da Jordânia é lindíssimo, entretanto excessivamente caro. Queríamos comprar um camelo com algumas pedras do país é o mesmo custava cerca de 300 usd. Resultado: levamos apenas um imã de geladeira rsrsrs.

Chegamos no centro de visitação de Petra por volta das 12:30 horas! Lá nosso guia comprou nosso ingresso que custou cerca de 70 usd. É importante observar que os ingressos variam de preço de acordo com a quantidade de dias que os turistas queiram visitar o local. A cidade que fica Petra nos pareceu bem organizada com várias opções de hotéis e restaurantes. 

 

O parque arqueológico é imenso e para conhecer todas atrações são necessários dois dias inteiros! Como tínhamos apenas um dia fizemos o trajeto básico e visitamos apenas as principais atrações de Petra. O caminho é de areia e o grau de dificuldade da trilha é baixo, sendo necessário ter muita disposição pois as distâncias são grandes. Para se ter uma ideia rodamos mais ou menos 9 km na nossa pequena trilha.  Para quem não tem tanta disposição é possível fazer o trajeto de charrete, cavalo ou burro e custa mais ou menos 30 usd.

 

Durante nossa visita conhecemos as seguintes atrações de Petra:


O Obelisk Tomb, monumento que fica logo no início da trilha; Siq, que é um caminho de mais de um quilômetro entre um estreito paredão de rochas que dá acesso ao Al-khazneh " a câmera o tesouro"; o Teatro, local grandioso com várias colunas; a Ruas das Fachadas, local com várias tumbas.

Outras atrações que não visitamos: Museu Arqueológico de Petra e o Museu Nabateu de Petra: ambos possuem diversos objetos que explicam a história dessa incrível cidade. Infelizmente também não tivemos tempo de conhecer o Petra by Nigth que acontece três vezes durante a semana mais especificamente às segunda, quartas e quintas a partir das 20:30 horas. Durante esses dias diversas velas são colocadas no Silq e no Al-khazneh.


Acabamos nosso passeio por volta das 16:00 e fomos almoçar em um dos vários restaurantes que existem em Petra. O almoço já estava incluído no nosso pacote e a comida era muito mais ou menos, mas deu para comer. 


Após o almoço embarcamos novamente em nosso ônibus e voltamos para a fronteira! Diferentemente da ida o processo de imigração de retorno não durou nem 15 minutos e foi bem tranquilo! Chegamos em nosso hotel por volta das 20:00 horas.

 

Quantos dias passar em Petra:

 

 

Recomendamos passar dois dias inteiros na região para explorar todas as suas atrações com bastante calma. Fizemos unicamente o bate e volta e não achamos suficiente.

 

Onde se hospedar em Petra:

 

 

Existem vários hotéis em Petra e os preços são bem parecidos com os do Brasil! Em que pese não ter dormido na região um hotel que nos chamou muita atenção foi o Mövenpick, hotel de luxo, e para os mochileiros uma Guest House que fica dentro do parque! Ambos me pareceram bem agradáveis.

 

O que levar para Petra:

 

 

As caminhadas são longas, portanto, levem tênis de trilha ou um sapato bem confortável. Olhem um dia antes a temperatura e vá de acordo com o clima! Fomos em maio e pegamos cerca de 10 graus. Levem também uma garrafa de água na mochila para hidratar.

 

Nossas consideração do passeio:

 

 

Amamos ter conhecido Petra, sem dúvida faz jus ao fato de ser considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno. A empresa que contratamos foi bastante séria, responsável e o passeio foi incrível. Entretanto, somente façam o passeio de bate e volta se realmente estiverem com os dias contatos, pois o ideal são dois dias na região. Saímos com a sensação de que não conhecemos nem 1/3 das atrações!

 

 


Enfim, espero que tenham gostado das nossas dicas! Qualquer dúvida que porventura tenham é só perguntar que teremos o maior prazer em respondê-los.



Esse artigo foi lido 5508 vezes!


Texto Escrito Por:

Marcio Vital Valença

Advogado e explorador do mundo nas horas vagas. Conhece mais de 35 países em todos os continentes. Instagram @marcionomundo



Comentários

Publicidade


Booking.com

_300x250_CGH_SDU.jpg

Generic 250x250

Seguro viagem geral 250x250

Encontre-nos no Facebook




Posts Relacionados


Nosso passeio para Petra: uma das sete maravilhas do mundo

16 Out 17

Posts Mais Populares


Praia do Patacho - uma das praias mais bonitas do Brasil

Alagoas

Alagoas: Dicas de São Miguel dos Milagres

Alagoas

Guia completo de Maceió

Alagoas